Ventilador oscilatório reduz mortalidade na UTI pediátrica do HC de Botucatu

Equipamento tem sido utilizado no tratamento de crianças que apresentam um quadro de insuficiência respiratória aguda

sex, 23/02/2007 - 15h52 | Do Portal do Governo

Desde o final do ano passado, a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica do HC da Faculdade de Medicina da Unesp/Botucatu, passou a contar com um ventilador oscilatório de alta freqüência (ventilador Sensomedix 3100 A). O equipamento, que promove melhor proteção pulmonar do paciente, tem sido utilizado no tratamento de crianças com quadro de insuficiência respiratória aguda.

O resultado obtido até o momento foi de que, em 10 casos atendidos, nenhum foi a óbito, fator que pode ser considerado positivo, tendo em vista que, pela forma convencional, a mortalidade era de, aproximadamente, 50%.

Segundo José Roberto Fioretto, do Departamento de Pediatria e chefe da UTI Pediátrica, a insuficiência respiratória aguda acomete lactentes, e é causada, principalmente, por pneumonias virais e bacterianas, sendo a principal causa de internação em Pediatria, em cerca de 70% dos casos.

A máquina adquirida pela UTI Pediátrica da Medicina/Unesp é utilizada, também, nos casos de síndrome do desconforto respiratório agudo (sdra), permitindo, ainda, a ventilação em pacientes com fístula broncopleural e contusão pulmoral.

De acordo com o professor Fioretto, o equipamento pode ser utilizado em conjunto com a administração precoce de óxido nítrico inalatório, uma terapia pesquisada por ele e que conseguiu reduzir, na UTI Pediátrica, a mortalidade de 47% a 17% em casos de sdra.

A aquisição do novo equipamento instalado na UTI Pediátrica foi realizada com recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) na linha de pesquisa sobre “insuficiência respiratória aguda” empreendida pela equipe do professor Fioretto, desde 2003, e que deverá se estender até 2008.

Da Assessoria de Comunicação e Imprensa UNESP/FM/HC/ Botucatu – SP

 

(AM)