Veja as ações culturais do Metrô na Semana do Meio Ambiente

Exposições, mostras e até desfile relacionados ao tema estão sendo realizados nas estações

qui, 04/06/2009 - 13h55 | Do Portal do Governo

Até sexta-feira, 5, quando se encerra a Semana do Meio Ambiente, os usuários do Metrô têm à disposição diversas atividades culturais para comemorar a data. São mostras de objetos reaproveitados, exposições sobre animais e a vida selvagem e até um desfile de moda com materiais reciclados – marcado para sexta-feira na Estação da Sé.

A meta é conscientizar a população sobre a importância da conservação do ambiente e de se praticar atitudes sustentáveis. Entre as atrações, uma exposição sobre a construção do Jardim Botânico, que completou 80 anos, é destaque na Estação República. Fotos e textos reconstroem a linha do tempo da instituição desde sua inauguração na década de 20.

Outra ação interessante é uma oficina que apresenta as possibilidades de reutilização do plástico. A atração acontece nesta quinta-feira, 4, na Estação Paraíso. As atividades culturais ocorrem dentro da área paga do Metrô. Por isso, os interessados devem comprar um bilhete unitário, que custa R$ 2,55.

Confira a programação da Semana do Meio Ambiente nas estações do Metrô


– “Pet Iluminação”, exposição de luminárias feitas com garrafas PET.
– Desfile de moda com roupas feitas com material reciclado, criadas pela estilista Consuello Matroni, dia 5 de junho, às 12h.

Paraíso
– “Oficinas 3Rs – Reutilizar, Recolher e Reciclar”. As atividades ocorrem nos dias 4, 18 e 25 de junho, às 14h. Durante os encontros, os monitores mostram ao público a versatilidade que um produto plástico possui e a sua capacidade de transformação.
– “Arte com Plástico Reutilizado”. A exposição mostra que o lixo plástico se transforma em bijuterias, luminárias, brinquedos e acessórios.

Luz
– Wildlife Photographer of the Year no Brasil. São mais de 20 imagens originárias de um concurso internacional realizado pelo Natural History Museum (NHM), de Londres, que apresentam a diversidade da vida selvagem.

São Bento
– “Do Lixo ao Luxo – Moda Consciente”, mostra com acessórios criados por Renata Campos a partir câmara de ar reutilizada, material similar ao couro.
– Mobiliário Sócio-ambiental: o artista Nido Campolongo expõe peças criadas para a FIESP com o objetivo de mostrar como o resíduo industrial pode oferecer soluções em grande escala para a preservação ambiental.

Chácara Klabin
– “Aves Ameaçadas” – mostra de esculturas de aves silvestres brasileiras ameaçadas de extinção pela depredação de seu habitat e pelo comércio ilegal.

Ana Rosa
– “Sustentabilidade da Água”, com telas de Rose de Paulo. A ideia da pintora é alertar a população para evitar o desperdício de água potável.

Vila Madalena
– “TERRA – Que Planeta Você Deixaria Para Seus Filhos?”, peças produzidas por artistas da Associação Brasileira dos Artistas Plásticos de Colagem.

República
– Jardim Botânico de São Paulo – 80 anos. Exposição fotográfica constrói uma linha do tempo sobre a instalação do Jardim na Cidade de São Paulo desde sua inauguração, na década de 20, até os dias atuais.

Santo Amaro
– “Da Consciência à Ação”, a partir do conteúdo da cartilha “Será o Benedito?” o público poderá adquirir informações sobre as atitudes mais apropriadas para a preservação do planeta.