US$ 300 milhões serão investidos pela Toyota no Estado de São Paulo

nd

sex, 01/09/2000 - 17h55 | Do Portal do Governo

Ampliação da fábrica de Indaiatuba vai gerar três mil novos empregos na região de Campinas

Apenas dois anos após inaugurar sua fábrica na cidade de Indaiatuba, na região de Campinas, a Toyota anunciou ao governador Mário Covas, nesta sexta-feira, dia 1º, um investimento de US$ 300 milhões para a ampliação dessa unidade, que atualmente produz 15 mil automóveis modelo Corolla por ano. Este valor representa o dobro do investimento inicial, que foi de US$ 150 milhões. O objetivo é triplicar a produção anual até 2002, passando para 45 mil veículos. “Quando os japoneses anunciam, eles executam”, disse Covas. “Seguramente, no prazo fixado serão fabricados os veículos anunciados”, acrescentou.
Desde 1995, início do primeiro mandato de Covas, mais de US$ 100 bilhões em investimentos privados foram atraídos pelo Governo do Estado para São Paulo. Uma marca histórica de US$ 20 bilhões por ano, em média. O governador lembrou que os recursos da Toyota fazem parte dos grandes investimentos efetuados no Estado, recentemente, na área automobilística, que foram cerca de US$ 4 bilhões. Destacou ainda os três mil empregos diretos e indiretos que serão criados na região de Campinas com a ampliação da fábrica.
O presidente da Toyota do Brasil, Kazo Uji, informou que a meta da empresa é chegar a 2010 com 10% de participação nas vendas de veículos no Mercosul. “A longo prazo, o Brasil é parte fundamental para os planos da Toyota para a América do Sul”, observou. Disse ainda, que além da ampliação da produção, os novos investimentos vão permitir aumentar o índice de nacionalização do Corolla de 60% para 80%. A intenção é aumentar as vendas no mercado interno e exportar pelo menos 20% da produção. Em relação à unidade de São Bernardo do Campo, Uji falou que existe a intenção de se aumentar tanto a produção do Bandeirante como das peças que são fabricadas para o Hilux da Argentina e dos estados Unidos, além do tanque de combustível do Corolla.
O secretário de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, José Aníbal, disse que São Paulo tem sido grande parceiro das empresas pois o Governo mantêm atualizadas toda a sua infra-estrutura e logística, estando apto a acolher novos investimentos. Lembrou ainda a formação profissional que garante mão-de-obra altamente qualificada para as empresas. Aníbal citou a unidade da Fatec em Indaiatuba, que certamente fornecerá profissionais para a Toyota. O secretário salientou que o Estado de São Paulo, embora corresponda com 36% do PIB brasileiro, vai receber este ano cerca de 45% dos investimentos feitos no País. Anunciou ainda, que em 2000, o setor de máquinas e equipamentos terá um crescimento de 9% no Estado.