Unesp recupera documentos históricos da S. Luiz do Paraitinga

Grupo da universidade trabalhou com arquivo municipal que resistiu à enchente de 2010

ter, 08/03/2011 - 14h00 | Do Portal do Governo

Documentos de 1909 sobre lojas, restaurantes e outras atividades comerciais de São Luiz do Paraitinga estavam no Arquivo Municipal recuperado e organizado pela equipe da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp). Um grupo de técnicos do Centro de Documentação e Memória da Unesp (Cedem), professores e alunos do curso de Arquivologia, da Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC), Campus Marília, fizeram a higienização, identificação e reacondicionamento do material que resistiu à enchente do início do ano passado que devastou o patrimônio da cidade.

Entre os documentos oficiais, o grupo encontrou projetos de leis do município, livros diários antigos que registram as decisões do poder público local, alvarás de funcionamento e plantas de estabelecimentos comerciais do início do século XX, tributos e muitos registros da gestão de materiais e de recursos humanos das secretarias municipais. “Com esse arquivo é possível remontar uma parte da história econômica e política de São Luiz do Paraitinga”, disse a historiadora Solange de Souza, do departamento de Acervo e Gestão Documental do Cedem e responsável pelo projeto.

As caixas foram resgatadas do prédio do Arquivo Municipal, que desabou com as chuvas. Os especialistas tiveram de limpar esses documentos, que estavam sujos com lama e poeira. Para isso, as professoras Maria Leandra Bizello e Sonia Maria Troitiño Rodriguez, da FFC, orientaram os estudantes quanto à forma correta da remoção da sujeira e dos fungos que podem deteriorar as impressões. “A limpeza é fundamental nesse trabalho, pois com ela eliminamos fungos e traças que estragam o papel. Alguns documentos estão com lama e é preciso retirá-la com muito cuidado, sobretudo das folhas mais antigas”, salienta Maria Leandra, vice-coordenadora do Departamento de Ciências da Informação da faculdade.

O arquivo ficará temporariamente no antigo prédio da Câmara Municipal. A prefeitura está construindo um novo espaço, sob orientação do Cedem. “O auxílio dos técnicos da Unesp é fundamental nesse processo de reconstrução da cidade e também da sua memória”, avalia Marcus Roberto da Silva, assessor administrativo do município. “E com esse apoio vamos adequar a gestão dos documentos à legislação vigente.”

Gestão do arquivo

O trabalho de identificação dos arquivos perdidos e dos que sobreviveram à catástrofe é um serviço essencial para a gestão municipal, em sua tarefa de reconstrução voltada para o desenvolvimento. “É uma tarefa complexa. Ela está na fronteira da administração, gestão de informações e a memória social e de conservação do patrimônio cultural”, diz Solange.

Grande parte dos documentos oficiais da cidade foram destruídos na tragédia de 2010. Entre as ações do Programa Unesp para o Desenvolvimento Sustentável de São Luiz do Paraitinga, o Centro de Documentação desenvolve um projeto para mapear os arquivos e coleções (bibliográficas e arquivísticas), públicas e privadas, ainda existentes. Em abril, o Cedem realizará um seminário sobre gestão documental para os administradores da prefeitura. “Há uma legislação específica para o tratamento dos documentos gerados pelos órgãos públicos. Desde o local apropriado, até o descarte de alguns arquivos”, explica a historiadora.

Da Unesp