Transportes: Hidrovia Tietê-Paraná bate recorde de movimentação de cargas

De janeiro a dezembro de 2005 foram transportadas 3,5 milhões de toneladas na Hidrovia

qui, 06/04/2006 - 21h03 | Do Portal do Governo

De janeiro a dezembro de 2005 foram transportadas 3,5 milhões de toneladas na Hidrovia Tietê-Paraná, um aumento de 12% em comparação com o ano anterior. O Departamento Hidroviário (DH) (vinculado à Secretaria de Transportes), que administra o sistema, prevê crescimento de 10% neste ano. O produto mais transportado foi a soja: 937 mil toneladas, com expansão de 37% ante 2004, seguido pela cana-de-açúcar, com 807 mil toneladas; areia, 681 mil toneladas; milho, 266 mil toneladas; e madeira, 166 mil toneladas. O movimento de adubo, trigo, cascalho e outros somou 248 mil toneladas.

Obras

Além de investimentos em obras de proteção de pilares e ampliação de vãos das pontes das rodovias que passam sobre a hidrovia, foi aumentada a profundidade (calado) máxima permitida para as embarcações trafegarem, possibilitando o crescimento do volume da carga transportada por barcaça. Até 1999, o calado garantido estava abaixo de 2,5 metros. Esse valor subiu para 2,7 metros em 2003 e 2,8 metros em 2004. No ano passado chegou-se a 2,9 metros. Oswaldo Rosseto Junior, diretor do Departamento Hidroviário, disse que “neste ano o DH, em conjunto com a Marinha do Brasil e as geradoras elétricas, autorizou calado de 2,9 metros, pretendendo aumentá-lo para 3 metros nos próximos meses”. Esse fator possibilita acréscimo de até 800 toneladas por comboio de quatro barcaças.

Recuo

Apesar do aumento progressivo no volume de carga transportada, os registros de acidentes na via vêm diminuindo. Em 2005, o número caiu 20% em relação a 2004. Foram notificados oito acidentes durante todo o ano. Em 2004, dez. O índice de ocorrências em 1999 chegou à casa de 22 e foram transportados 1,641 milhões de toneladas. Em 2005, houve redução de 55% no número de acidentes ante 1999. O volume de carga movimentado registrou aumento de 113% na mesma base de comparação. Nos últimos dez anos, os investimentos na Hidrovia Tietê-Paraná foram de aproximadamente R$ 563,1 milhões. Rossetto declarou que a prioridade é melhorar o uso da via e dos equipamentos existentes: “Temos conseguido vencer o desafio de, simultaneamente, aumentar a capacidade de carga dos comboios e diminuir o número de acidentes”.

Da Assessoria de Imprensa da Secretaria dos Transportes

C.A.