SP lança programação para Ano Internacional para os Afro-Descendentes

Secretaria da Cultura apresenta agenda especial para o ano e lança o livro da campanha da Consciência Negra de 2010

seg, 21/03/2011 - 14h30 | Do Portal do Governo

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Cultura, anunciou a agenda de eventos para o Ano Internacional para Afro-Descendentes, celebrado em 2011 segundo resolução da Organização das Nações Unidas. O evento marcou também o lançamento do livro Consciência Negra em Cartaz, que reúne 51 cartazes produzidos para a campanha promovida ao longo de 2010, que teve como tema “O que é Consciência Negra para Você?”.

Para o Secretário da Cultura, Andrea Matarazzo, o Ano Internacional para os Afro-Descendentes, instituído pela ONU, vem ao encontro das políticas propostas pela Secretaria por meio da sua assessoria para gêneros e etnias. “Desde 2007, a Secretaria promove campanhas de participação popular, com o objetivo de incentivar os brasileiros a uma reflexão sobre a questão racial”.

O tema de 2010, O que é Consciência Negra para Você?, teve como objetivo estimular designers, publicitários, artistas plásticos, estudantes e o público em geral a produzir cartazes sobre o assunto.  A campanha recebeu mais de 1.500 pôsteres de maio a setembro. As 50 imagens escolhidas pela banca de especialistas e a mais votada pelo público integram o livro.

Com relação à agenda para o 2011, a Secretaria apresenta uma programação especial focada na cultura africana e de seus descendentes. Já em março, a Biblioteca de São Paulo apresenta no dia 26, às 16h, a contação de história: Yemanjá – Rainha das Águas, com Giselda Perê. No mesmo dia, Roberto Mendes lança o DVD e o livro Samba Chula no Museu Afro. Entre os destaques está o Show da Consciência Negra, realizado tradicionalmente em 20 de novembro.

Edições anteriores

A primeira campanha organizada pela Assessoria de Cultura para Gêneros e Etnias da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, em 2007, promoveu uma exposição de grandes paineis retratando expoentes negros da história do Brasil. As imagens, afixadas em edifícios históricos da capital e 15 cidades do interior paulista, mostravam personalidades como o escritor Machado de Assis, o compositor Antonio Carlos Gomes, a cantora Clara Nunes e o jornalista José do Patrocínio.

Já para a segunda edição da campanha, em 2008, a Secretaria optou por motivar a população a se manifestar, por meio de cartas, sobre o tema Racismo: Se você não fala, quem vai falar? O sucesso da campanha pode ser medido pelo número de cartas recebidas, 13 mil, das quais 120 foram publicadas em um livro editado pela Secretaria.

Em 2009, a terceira edição promoveu um concurso fotográfico. A partir do tema “África em Nós”, a Secretaria recebeu mais de 7 mil fotografias mostrando a influência africana na sociedade brasileira. Em novembro, uma exposição no Museu Afro Brasil mostrou ao público as 101 imagens vencedoras, que também integraram um catálogo.

No ano passado, a partir do tema O que é Consciência Negra para Você?, a Campanha juntou em uma só ação a  palavra e a imagem ao promover o concurso de cartazes. A campanha de 2011 será lançada em maio.

Da Secretaria da Cultura