Secretaria do Meio Ambiente inicia Operação Inverno 2007 nesta 2ª-feira

Iniciativa faz parte do Projeto Respira São Paulo, com 21 Projetos Ambientais Estratégicos do Governo do Estado

dom, 03/06/2007 - 14h37 | Do Portal do Governo

    A Secretaria Estadual do Meio Ambiente inicia nesta segunda-feira, dia 4, a Operação Inverno 2007, com uma série de ações para diminuir especialmente as emissões dos veículos com motores a diesel, que são responsáveis por 28% das partículas inaláveis presentes na atmosfera da Região Metropolitana de São Paulo – RMSP. Essas partículas, com espessura inferior a dez milésimos de milímetro, ou cerca de 1/5 de um fio de cabelo, penetram no trato respiratório, constituindo um dos principais motivos de internação de crianças e idosos nesta época do ano.

Conforme lembrou o secretário do Meio Ambiente, Xico Graziano, a Operação Inverno, que se estenderá de 4 de junho a 26 de setembro, faz parte do Projeto Respira São Paulo, que integra os 21 Projetos Ambientais Estratégicos do Governo do Estado. Estão previstos megacomandos de fiscalização, envolvendo técnicos da CETESB – Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental e membros da Polícia Militar Ambiental e Rodoviária, num total de 200 homens, nas rodovias de acesso à Capital e em diversos pontos no Interior do Estado.

Segundo o diretor de Engenharia, Tecnologia e Qualidade Ambiental da CETESB, Marcelo Minelli, que participou de um treinamento para os 200 envolvidos nas operações, em evento realizado também hoje, na sede da agência ambiental paulista, os veículos que estiverem emitindo fumaça preta acima dos padrões estabelecidos pela legislação, verificados por meio da Escala de Ringelmann, que se baseia na comparação colorimétrica, serão multados em 60 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo – UFESP, que equivalem a R$ 853,80, valor que dobra em caso de reincidência, podendo chegar a até R$  6.830,40.

A intensificação da fiscalização nesta época do ano se justifica, pois é o período de estiagem e de longos períodos de calmaria, com noites frias e aquecimento rápido durante os dias ensolarados, favorecendo a ocorrência de inversões térmicas que prejudicam a dispersão de poluentes, mantendo-os em níveis próximos do solo.

O levantamento realizado pela CETESB, por meio de sua rede de estações de monitoramento da qualidade do ar, indicaque a frota de veículos é a principal fonte de poluição do ar. Em 2006, a frota da RMSP somou 7,3 milhões de veículos, sendo responsável por 97% do monóxido de carbono encontrado na atmosfera. Emite, ainda, idrocarbonetos e óxidos de nitrogênio, que são os compostos formadores do ozônio, e óxidos de enxofre, além de material particulado.

A frota com motor a diesel é de aproximadamente 450 mil veículos, sendo responsável por 40% do material particuladoregistrado pela CETESB. Por este motivo, a operação não se limita à fiscalização de veículos a diesel, conforme prevê a legislação ambiental, envolvendo também ações de educação ambiental com a distribuição de folhetos nos pedágios sobre os efeitos da poluição veicular na saúde da população, para conscientizar a população para a necessidade de manter os veículos devidamente regulados, ajudando a preservar a qualidade do ar. Com a abordagem adequada pelos integrantes dos comandos de fiscalização, espera-se que os condutores de 20% da frota diesel em circulação seja atingida nesse trabalho de educação ambiental. Além disso, a Operação Inverno 2007 terá, ainda, uma grande campanha de mídia com a veiculação de mensagens nos meios de comunicação. 

Da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo