Seade: Estudo aponta melhorias nas condições de vida da população paulista.

Dados foram registrados na publicação “Desenvolvimento e Inclusão Social: os Indicadores do Estado de São Paulo”

seg, 10/04/2006 - 15h37 | Do Portal do Governo

Estudo realizado pela Fundação Seade aponta que, nos últimos dez anos, as condições de vida da população paulista têm melhorado em muitos aspectos.

Essas mudanças podem ser observadas em diversos indicadores, como a taxa líquida de escolarização, taxa de mortalidade materna e proporção de pessoas com renda domiciliar per capita inferior a meio salário mínimo.

Todos os resultados têm relação direta com as políticas públicas implementadas pelo Governo do Estado de São Paulo e os investimentos sociais por ele realizados, especialmente nas áreas de saúde, educação, habitação e segurança pública.

Os estudos foram registrados na publicação “Desenvolvimento e Inclusão Social: os Indicadores do Estado de São Paulo”, elaborada pela Secretaria de Estado de Economia e Planejamento, e estão disponíveis do site da Fundação Seade (Consulte aqui).

A pesquisa aponta, por exemplo, que, em 2004, a esperança de vida ao nascer correspondia a 73,1 anos em São Paulo, quase um ano e meio a mais que a registrada para o Brasil (71,7 anos).

A renda real domiciliar per capita média no Estado, em 2004, superou em cerca de 20% a de 1993.

Entre 1998 e 2003, a proporção de paulistas que realizou pelo menos uma consulta ao dentista, em menos de um ano, registrou aumento de 7,3%.

O decréscimo da mortalidade infantil entre 1993 e 2004 no Estado foi de 46%.

São Paulo, com a distribuição gratuita do AZT desde 1990, foi pioneiro na implantação dessa política.

Entre 1999 e 2004, a taxa de mortalidade por agressões no Estado teve queda de 34%.

Em 2004, mais de 75% das moradias paulistas eram consideradas adequadas, contra 68% em 1993.

Nos últimos dez anos, a taxa de atendimento escolar de jovens com idade entre 15 e 17 anos aumentou 16,9%, alcançando 86,8% desses adolescentes em 2004.

Da Assessoria de Imprensa da Fundação Seade

C.C.