Saúde: HC ganha prêmio que confere excelência nas práticas de gestão

Instituto Central é o primeiro hospital do país a receber a premiação

sex, 18/08/2006 - 8h49 | Do Portal do Governo

O Instituto Central do Hospital das Clínicas de São Paulo conquistou o Prêmio Nacional da Gestão em Saúde, edição 2005/2006. O prêmio é concedido pelo programa CQH – Controle de Qualidade Hospitalar, da Associação Paulista de Medicina e do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, a instituições que se destacam com práticas de gestão bem sucedidas, que garantem avanços na qualidade do atendimento.

O Instituto Central é o primeiro hospital do país a receber a premiação. O prêmio foi entregue por Jorge Carlos Machado Curi, presidente da Associação Paulista de Medicina, ao diretor executivo do Instituto Central do Hospital das Clínicas, Waldemir Rezende.

O Instituto Central do HC concorreu na categoria Prata com instituições de comprovada elegibilidade, entre hospitais das redes pública e privada, laboratórios de patologia clínica, clínicas de especialidades médicas e empresas de atendimento domiciliar (home care) de todo o Brasil. A categoria prata é determinada a entidades que concorrem pela primeira vez ao prêmio.

PNGS

Criado em 2003, o Prêmio Nacional da Gestão em Saúde objetiva estimular organizações da área da Saúde a buscar a excelência em seus sistemas de gestão, reconhecendo as que se destacam pela utilização de boas práticas e desempenho.

A metodologia de avaliação acontece em duas etapas. Na primeira, o hospital submete ao Prêmio Nacional da Gestão da Qualidade um relatório da gestão para avaliação da banca examinadora e por um corpo de juízes. Aprovado nesta etapa, o participante recebe visita de examinadores, de diversas regiões do Brasil, para análise mais aprofundada das informações contidas no relatório sobre a qualidade da gestão.

Os critérios de avaliação do Prêmio Nacional da Gestão em Saúde são: liderança, estratégia e planos, clientes, sociedade, informações e conhecimento, pessoas, processos e resultados. Eles estão alinhados aos critérios de excelência do Prêmio Nacional da Qualidade (PNQ).

Para alcançar a premiação, o diretor-executivo do Instituto Central do HC, Waldemir Rezende, reuniu toda a equipe para analise do planejamento estratégico definido em 2003, estabelecimento da missão, visão e valores e consolidação das diretrizes, após exame do ambiente interno e externo. As práticas de gestão valorizaram as soluções que fortalecem a instituição e definiram planos de ação que projetaram o hospital no contexto da moderna administração.

O Instituto Central do Hospital das Clínicas atende, em média mensal, 67 mil pacientes em tratamento ambulatorial que exigem a dispensação de 70 mil receitas. O hospital conta com 998 leitos operacionais, 128 leitos de UTI e mais de 250 consultórios médicos. No Atendimento de emergência, o hospital recebe diariamente 700 novos pacientes.

Em 2005 foram internadas 40.267 pacientes, realizadas 23.518 cirurgias, 518 transplantes, 3,6 milhões de exames laboratoriais e preparadas 1,5 milhão de refeições. As praticas bem sucedidas têm norteado os avanços na qualidade do atendimento.

Da Secretaria de Estado da Saúde