Saúde: Estado informatiza farmácia de alto custo e agiliza entrega de remédios no litoral sul

Novo sistema, inspirado em modelo do Hospital das Clínicas de São Paulo, começa a funcionar nesta terça-feira na DIR de Santos

ter, 25/07/2006 - 9h40 | Do Portal do Governo

A Secretaria de Estado da Saúde decidiu modernizar e informatizar a farmácia de medicamentos de alto custo da Direção Regional de Saúde (DIR) de Santos. O sistema, inspirado em modelo pioneiro do Hospital das Clínicas de São Paulo, o maior da América Latina, começa a funcionar nesta terça-feira, 25 de julho, beneficiando pacientes de toda a Baixada Santista.

Com a informatização, a entrega de medicamentos será mais rápida e eficiente. Isso porque toda documentação exigida, desde a geração da Solicitação de Medicamentos Excepcionais até a Autorização de Procedimento de Alta Complexidade/Custo (Apac), será produzida eletronicamente.

O cadastramento de novos pacientes para entrega de remédios, que antes levava até 20 dias, poderá ser feito imediatamente. Caso a pessoa esteja com toda a documentação em ordem, o medicamento será entregue no mesmo dia em que o pedido for protocolado. A expectativa também é diminuir o tempo de espera para a retirada dos remédios, de duas horas para 20 minutos, em média.

“O sistema já foi implantado com êxito na capital e em cidades do interior, como Bauru, Campinas, Sorocaba e São José do Rio Preto. As novas farmácias de alto custo fazem parte da política da Secretaria de aumentar a qualidade do serviço e agilizar o atendimento prestado aos pacientes”, afirma o secretário de Estado da Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata.

A farmácia de medicamentos de alto custo da DIR de Santos atende hoje cerca de 11.000 pessoas. Lá são distribuídos cerca de 200 tipos de remédios para doenças raras e crônicas. O investimento da Secretaria é de R$ 4,5 milhões por mês. A unidade fica na rua Alexandre Martins, 70, bairro Aparecida, em Santos. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30.