Saúde: Butantan terá base na Amazônia

Objetivo é beneficiar os dois Estados e as pesquisas brasileiras de vacinas e soros

sex, 17/03/2006 - 15h47 | Do Portal do Governo

 A Secretaria de Estado da Saúde assina sexta-feira, 17 de março, projeto para criação de uma base avançada do Instituto Butantan, órgão da Secretaria, em plena floresta amazônica, mais especificamente no estado do Pará. O objetivo é beneficiar os dois Estados e as pesquisas brasileiras de vacinas e soros. O governo do Pará cederá o terreno ao Instituto Butantan, que irá construir a base. O terreno fica na cidade de Belterra (a cerca de 40 km de Santarém), com cerca de 64 hectares. Depois de assinado o termo de cooperação o Instituto Butantan entregará o projeto arquitetônico, que já está em fase de preparação. A idéia do governo do Pará é licitar o projeto neste ano, depois que a planta arquitetônica estiver pronta. O Estado de São Paulo arcará com gasto de R$ 9 milhões.

Para São Paulo a base em plena Amazônia trará vantagens como a captação de animais da região de maior biodiversidade do mundo, especialmente para estudo e produção de soros e vacinas. A base terá local para alojamento dos profissionais do Butantan, biotério (para coleta e manutenção dos animais) e laboratório para extração de soro.

O Pará tem objetivo de capacitar seus técnicos e profissionais médicos, que serão treinados por técnicos do Butantan e do Hospital Vital Brasil, ambos referência no mundo para tratamento de pacientes vítimas de animais peçonhentos. A região do Pará é a que tem mais acidentes com animais peçonhentos do Brasil.

“É um ótimo exemplo de união de forças. A base do Butantan no Pará trará benefícios para os dois estados e para cientistas de todo o Brasil, resultando em aprimoramento de soros e vacinas. A população sairá ganhando”, afirma o Secretário de Estado da Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata.