Programa do Governo leva jovens carentes para o palco

Espetáculo faz homenagem ao cinqüentenário da morte do compositor Heitor Villa-Lobos

sex, 18/09/2009 - 19h00 | Do Portal do Governo

Quarenta jovens com idades entre 14 e 19 anos que participam do programa Fábricas de Cultura vão subir ao palco pela primeira vez. A estreia será em grande estilo: o palco do Theatro São Pedro, onde vão apresentar o espetáculo de dança Villa-Luz. Inspirado na obra e biografia de Heitor Villa-Lobos, a apresentação acontecerá nesta terça e quarta-feiras, 22 e 23, com entrada franca. 

Dirigido pela coreógrafa e bailarina Susana Yamauchi, a proposta de Villa Luz é levar à cena a miscigenação da cultura brasileira. O processo de pesquisa para a criação coreográfica lançou um desafio para os jovens do grupo: buscar Villas-Lobos pelas origens da cultura brasileira. “Villa-Lobos compôs sua obra buscando mostrar a alma do povo brasileiro por meio da música. Isso nos inspirou para construir esse espetáculo. Recolhendo histórias de família por meio de relatos, fotos e cartas, reencontramos personagens esquecidas no tempo e conhecemos outras que nem sabíamos existir. Assim, descobrimos  origens emocionais e tentamos entender aquilo que nos une como povo para também entender melhor nossas grandes diferenças,” explica Susana. 

Villa-Luz é o primeiro espetáculo de uma série de 10 montagens que serão apresentadas em um festival programado para novembro. Os espetáculos  integram o projeto Villa na Vila – em que todas as peças são inspiradas na biografia e obra de Heitor Villa-Lobos, mas sempre levando em consideração questões ligadas à comunidade em que os jovens estão inseridos. 

O projeto tem como proposta oferecer aos jovens uma experiência aprofundada nas artes do espetáculo. Ao longo de um ano, são realizados ensaios, vivências que utilizam simultaneamente as linguagens do teatro,da dança, da música e do circo, e  atividades de sociabilidade e ampliação do repertório cultural. Esse processo culmina com a criação de um espetáculo com a participação de cerca de 120 jovens, com idade entre 14 e 19 anos, em cada distrito. 

Fábricas de Cultura 

O Governo promove a construção de nove edifícios, distribuídos por regiões  com baixos indicadores sociais na Capital – Cidade Tiradentes, Itaim Paulista, Sapopemba e Vila Curuçá (zona leste); Brasilândia, Cachoeirinha e Jaçanã (zona norte); Capão Redondo e Jardim São Luís (zona sul). 

Os prédios se tornarão polos de formação e difusão artística e cultural do programa Fábricas de Cultura (Programa Cultura e Cidadania para a Inclusão   Social  –  PCCIS), que realiza ações artístico-culturais (circo, teatro, dança, música e cultura) destinadas a crianças e jovens, entre 8 e 19 anos, moradores  dessas  regiões. 

Coordenado por Márcio Aurélio (Diretor Artístico), Ari Colares (Música), Susana Yamauchi (Dança), Mário Bolognese (Circo), o programa atende, atualmente cerca de 2000 jovens e crianças. Até o final de 2010, serão inaugurados os nove centros culturais, que já estão em construção, além da sede do Projeto no Parque BelémTatuapé. 

Os Centros Fábricas de Cultura são equipamentos culturais com 4.800 m2, que  terão diversos espaços de múltiplo uso e salas específicas para as atividades   práticas de teatro, dança, música e circo, sala de audiovisual, ateliê de artes  plásticas, oficina de cenografia e figurinos, biblioteca e um amplo teatro totalmente equipado. 

O Programa foi implantado pela Secretaria da Cultura, que obteve financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), além de apoio do Fundo Especial Japonês. 

Serviço
Villa-Luz
Dias: terça e quarta-feiras, 22 e 23
Horário: 19 horas
Ingresso: grátis (retirar os ingressos com 1 hora de antecedência)
Duração: 1 hora
Classificação livre
Theatro São Pedro
Rua Barra Funda, 171 Barra Funda
Capacidade: 636 lugares 
6 lugares para deficientes físicos na platéia (sendo 3 para acompanhantes)
Informações: (11) 3667-0499
Estacionamento: terceirizado (ao lado do Theatro)
Acessibilidade para pessoas com necessidades especiais
Horário da bilheteria: de quarta a domingo das 14 às 19 hors ou até o início do espetáculo 

Da Secretaria da Cultura