Prêmio São Paulo de Literatura tem recorde de inscrições e anuncia curadores

453 obras foram inscritas para concorrer a prêmio de melhor romance e melhor romance de estreia do ano passado; prêmio é de R$ 200 mil cada

ter, 06/06/2023 - 11h36 | Do Portal do Governo

As inscrições para a 16ª edição do Prêmio São Paulo de Literatura, o maior do país em premiação individual para o gênero, da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, se encerraram com um número recorde de inscrições: 453 obras estão concorrendo às categorias “Melhor Romance do ano de 2022” e “Melhor Romance de Estreia do Ano de 2022”.

Serão contemplados um autor por categoria e cada ganhador receberá um prêmio de R$ 200 mil. Nesta edição, os curadores escolhidos são Cecília Scharlach, Fabio Cardoso, Ricardo Ramos Filho, Rogério Pereira e Sandra Espilotro.

Criado em 2008, o Prêmio São Paulo de Literatura tem como objetivo estimular a produção literária de qualidade, valorizar o setor e favorecer a formação de leitores e escritores, reconhecendo grandes nomes e também novos talentos.

Para concorrer ao Prêmio São Paulo de Literatura, a obra deve ter sido escrita originalmente em português e ter sua primeira edição publicada ao longo de 2022. É válido ressaltar que autores de todo o país puderam se inscrever, porém, somente obras no formato impresso, com ISBN emitidos pela CBL – Câmara Brasileira do Livro, disputarão o prêmio.

Conheça os curadores da atual edição do Prêmio São Paulo de Literatura:

Cecília Scharlach

Fundou a Editora Palavra & Imagem, nos anos 80, com cinco colegas arquitetos, quando publicaram Paulo Vanzolini, Ignácio de Loyola Brandão, Chico Buarque, Sérgio Ferro, Ferreira Gullar, Aldemir Martins, Vallandro Keating. Coordenadora editorial da Editora da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, desde 2005. Nesse período, a Imesp recebeu duas vezes, o prêmio Jabuti de Melhor livro do ano (2007e 2009). Também recebeu os prêmios de melhor projeto gráfico pela CBL (Jabuti), Fundação Biblioteca Nacional e ABEU (Associação Brasileira de Editoras Universitárias).

Fabio Cardoso

Jornalista, escritor e professor universitário. Desde 2014, é apresentador do Podcast Rio Bravo e, desde 2019, do Podcast Guide. Colabora com a revista “Quatro Cinco Um” e é autor de “Capanema” (Record, 2019). Foi jurado do Prêmio São Paulo de Literatura em 2019.

Ricardo Ramos Filho

Escritor, com livros editados no Brasil e no exterior. Professor de Literatura. Doutorem Letras pela USP. Ministra cursos e oficinas, trabalha como orientador literário. Membro do Conselho Fiscal da SP Leituras e do Conselho Curador da Fundação Padre Anchieta. Presidente da União Brasileira dos Escritores (UBE). Como sócio proprietário da Ricardo Filho Eventos Literários atua como produtor cultural. Possui graduação em Matemática pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1986).

Rogério Pereira

Jornalista, editor e escritor. Em 2000, fundou em Curitiba o jornal Rascunho — uma das raras publicações sobre literatura no Brasil. Coordena o projeto Paiol Literário, do qual já participaram cerca de 80 escritores. Entre janeiro de 2011 e abril de 2019, foi diretor da Biblioteca Pública do Paraná, onde coordenou o Plano Estadual do Livro, Leitura e Literatura; o Sistema de Bibliotecas Públicas Municipais do Paraná e o Núcleo de Edições da Secretaria da Cultura. É autor do romance Na escuridão, amanhã (Cosac Naify), finalista do prêmio São Paulo de Literatura, menção honrosa no Prêmio Casa de Las Américas (Cuba), e traduzido na Colômbia (Babel Libros). Tem contos publicados no Brasil, Alemanha, França, Finlândia, Peru, Equador e Argélia. Em 2022, lançou a coletânea de narrativas Toda cicatriz desaparece (Maralto), organizada por Luiz Ruffato.

Sandra Espilotro

Bacharel, pós-graduada e mestre pela Universidade de São Paulo. Atualmente é editora e professora regular de cursos de MBA em Edição de Livros, Formação do Editor, Escrita de Ficção e Não Ficção e Mercado Internacional. É membro da diretoria da UBE – União Brasileira de Escritores, da CPCLP – Comissão para Promoção de Conteúdo em Língua Portuguesa, da CBL – Câmara Brasileira do Livro e sócia da Veredas Consultoria Editorial – atuando na proposição e construção de projetos inovadores na área de cultura em geral e na área editorial. Atuou como editora e diretora-geral de Globo Livros para ficção e não ficção, prospectou e adquiriu direitos de livros em feiras internacionais, como Frankfurt, Londres, Bolonha e Book Expo America. Jurada e curadora do Prêmio São Paulo de Literatura (2014- 2017)