Operação do Ipem-SP reprova 124 cronotacógrafos

a2equipe | 27 de junho de 2012 |

O Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP) autuou 124 veículos em fiscalização realizada na terça-feira, 26. A “Operação Cronotacógrafo” examinou o instrumento de 470 veículos de carga e de passageiros em rodovias e empresas de transporte de todo o Estado. A maioria foi reprovada pela falta do certificado de verificação.

Obrigatório em caminhões que transportam produtos perigosos, ônibus escolares, coletivos de passageiros e veículos de carga que transportem acima de 4.563 quilogramas, o cronotacógrafo é considerado a “caixa-preta”, pois registra dados importantes como distância percorrida, pontos de parada, respeito aos limites de velocidade e tempo de direção sem paradas. 

Emitido pelo Ipem, o certificado é válido por dois anos e precisa ser renovado a cada manutenção do equipamento. Os infratores terão dez dias para apresentar defesa à autarquia. Depois desse prazo, estão sujeitos à multas que variam entre R$ 100 e R$ 1,5 milhão, dobrando na reincidência.

Do Portal do Governo do Estado

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *