Lazer: Pré-carnaval do “Viver no Parque” terá apresentações e bateria mirim da Camisa Verde e Branc

Programa família: completam a festa duas mil vagas gratuitas em oficinas de lazer e cultura para crianças e adultos

seg, 05/02/2007 - 22h01 | Do Portal do Governo

O Projeto Viver No Parque, do Governo do Estado de São Paulo, organizou para o próximo domingo (11/02) o Pré-Carnaval com Mauricio Pereira & Turbilhão de Ritmos e a Bateria Mirim da Camisa Verde e Branco, no Parque da Juventude.

A partir das 11 horas, o cantor Mauricio Pereira apresenta o espetáculo Carnaval Turbilhão acompanhado do conjunto Turbilhão de Ritmos, formado por Carneiro Sândalo (bateria), Rerinaldo Chulapa (baixo), Tonho Penhasco (guitarra), Luiz Waack (guitarra baiana), Daniel Szafran (teclado) e Amilcar Rodrigues (trompete).

Mauricio Pereira faz um baile portátil com marchinhas famosas do carnaval brasileiro, sucessos de rádio e salão. No repertório revisita com muita diversão clássicos como Nós Os Carecas, Chiquita Bacana, Máscara Negra, Mamãe Eu Quero, A-E-I-O-U e Pastorinhas, entre outras canções de mestres do assunto, como Lamartine Babo, Braguinha, Noel Rosa, Mario Lago, Chiquinha Gonzaga, Roberto Roberti, Zé Keti. Um show com censura livre, regado a confete e serpentina que agrada platéias dos 8 aos 80 anos.

Fechando a programação carnavalesca, às 16 horas, a Bateria Mirim da Camisa Verde e Branco comanda  o “Bloco Viver no Parque” no baile que começa na Marquise e seguirá pelas alamedas do Parque da Juventude.

DICA: A garotada ainda poderá produzir suas próprias fantasias gratuitamente na Oficina de Arte e Sucata, para sair no bloco ”Viver no Parque“.  Para isso, é só participar da oficina, que é coordenada pelo arte-educador Carlos Gomes, tanto no sábado quanto no domingo.

Realizado aos finais de semana, no Parque da Juventude, além do show, o projeto Viver no Parque oferece 10 oficinas gratuitas, com duas mil vagas distribuídas em quatro turnos: dois de manhã, das 9 às 13h; e dois à tarde, das 14h30 às 17h30. Há oficinas de Contador de Histórias; Noções de Jardinagem; Recreação Circense; Dança (de salão, rua e urbana); Arte Sucata; Construindo o Lazer; Teatro de Fantoches; além de aulas abertas de Capoeira (sábado); Yoga (3ª, 5ª e sábado) e Tai chi chuan (4ª, 6ª e domingo). As inscrições são feitas na hora; basta comparecer ao local.

Vale destacar que durante a semana, as aulas de Yoga e Tai chi chuan acontecem das 8 às 9 horas e das 9 às 10 horas, com 25 vagas em cada uma das três turmas.

Oficinas:

Contador de Histórias: não são apenas as crianças que mergulham no mundo mágico das histórias. Os adolescentes que participam das atividades também podem se transformar em futuros criadores e contadores de histórias.

Teatro de Fantoches: proporciona o acesso a uma das formas mais antigas de teatro, além de ministrar aulas para a construção de bonecos. Esta oficina também trabalha a cultura popular e o estímulo aos movimentos de dedos, mãos e braços.

Recreação Circense: são oferecidos exercícios de aquecimento e experimentação dos materiais específicos desta arte, com o objetivo de desenvolver a expressão corporal.

Vem Dançar: ensina várias modalidades: Dança de Rua, Danças Urbanas e Dança de Salão. T em como objetivo exercitar o corpo através da dança, resultando na desinibição e auto-confiança, além do bem estar físico e mental. Integrando o público de todas as idades, as oficinas ministradas rendem coreografias em diversos ritmos.

Jardinagem: além das noções de jardinagem, esta atividade trabalha questões básicas, como a conscientização do jovem e o apoio à manutenção dos espaços verdes do Parque da Juventude, incentivando a preservação ambiental e a prática da cidadania.

Arte Sucata: o aproveitamento de materiais descartáveis e novos usos como elementos artísticos ou utilitários são algumas das propostas desta oficina, além de estimular a consciência ecológica entre os participantes durante o desenvolvimento das aulas.

Construindo o Lazer: lições e práticas para a construção de brinquedos, jogos e instrumentos musicais, entre outros, são alguns dos destaques desta oficina, que trabalha com o aproveitamento de materiais descartáveis, lidando com o lúdico e a conscientização.

Capoeira: mistura de dança e luta nascida nas senzalas, a capoeira serve de instrumento para o resgate cultural das raízes afro-brasileiras e exercício de cidadania.

Tai Chi Chuan:  através de movimentos circulares e respiratórios, a  atividade busca auxiliar o alongamento do corpo e a ativação da circulação do praticante, relaxando os músculos e oferecendo uma melhor qualidade de vida.

Yoga: por meio de exercícios de relaxamento, busca a tranqüilidade mental, concentração, clareza de pensamento e percepção interior juntamente com o fortalecimento do corpo físico e o desenvolvimento da flexibilidade dos participantes.

Viver no Parque: fruto da iniciativa do Governo do Estado de São Paulo,   realizado em convênio com  a entidade ECO – Associação para Estudos do Ambiente, o projeto oferece atividades gratuitas de arte-educação, lazer, cultura e cidadania. O objetivo é proporcionar aos jovens e moradores da região que freqüentam o Parque da Juventude a oportunidade de vivenciar experiências e se desenvolver por meio de elementos de cultura. Desde sua implantação em dezembro de 2005, o projeto já beneficiou aproximadamente 60 mil pessoas.

SERVIÇO

 PROJETO VIVER NO PARQUE

11h: Pré-Carnaval com Mauricio Pereira & Turbilhão de Ritmos;

16h: Bloco Viver no Parque & Bateria Mirim da Camisa Verde e Branco;

Concentração: Marquise

Oficinas de lazer e cultura: 2.000 vagas sábados e domingos

Horários: sábados e domingos, das 9h às 13h; e das 14h30 às 17h30.

Capoeira (sábado): 10H30 às 12h30; Yoga (3ª, 5ª e sábado) e Tai chi chuan (4ª, 6ª e domingo.): 25 vagas em cada turma: das 8h às 9h e das 9h às 10h .

Inscrições gratuitas na hora.

Parque da Juventude

Av. Zaki Narchi, 1309 – Santana (Metrô Carandiru)

www.sejel.sp.gov.br

www.juventude.sp.gov.br

C.A.