Ipem-SP: Transporte de produtos perigosos atinge 35% de irregularidades

Operações de fiscalização foram realizadas nos dias 7, 8 e 10 de novembro

seg, 13/11/2006 - 20h35 | Do Portal do Governo

Dos 114 caminhões-tanque inspecionados pelos técnicos do Departamento de Produtos Perigosos do Instituto, 40 foram autuados – média expressiva de 35,09%. Desse total que recebeu autuação, mais da metade teve o documento obrigatório para a atividade Certificado de Inspeção para o Transporte de Produtos Perigosos (CIPP) apreendido pela gravidade das infrações (25 veículos). Somente após os reparos os proprietários poderão requerer nova inspeção, para receber novo certificado.

No dia 7, os fiscais estiveram na Rodovia Engenheiro Paulo Nilo Romano (SP-225 km 132), município de Brotas. Dos 23 caminhões verificados, nove receberam autuação e cinco CIPPs foram apreendidos, dois deles por estarem vencidos. As principais irregularidades estavam nos pneus e sistemas de suspensão.

Na mesma data, os técnicos também estiveram no município de Mogi Mirim. A operação realizada na Rodovia Governador Adhemar P. de Barros (SP-340 km 164) terminou com 18 veículos fiscalizados, oito autuados e seis CIPP’s apreendidos. Os maiores problemas também foram verificados nos pneus, sistemas de suspensão e iluminação, sendo que três caminhões estavam em péssimas condições de rodagem, segundo os técnicos presentes.

Em 8 de novembro, os técnicos estiveram em Brodowski, na Rodovia Cândido Portinari (SP-334 km 334). Aqui, 15 veículos passaram pelas inspeções e sete deles foram multados. Dos autuados, apenas um teve o CIPP retido por apresentar vazamento de produto na válvula de descarga, irregularidade das mais graves. Os problemas mais sérios estavam ligados aos sistemas de sinalização luminosa, suspensão, freios e aos equipamentos de segurança, como extintores, por exemplo.

Por último, nesta sexta-feira, 10 de novembro, mais duas operações aconteceram simultaneamente.

No município de Jundiaí, Rodovia dos Bandeirantes (SP-348 km 40 Norte), 23 veículos foram vistoriados e os cinco autuados tiveram o CIPP apreendido por graves irregularidades, como freios comprometidos, pneus em péssimas condições de uso e dois veículos com vazamento: um transportava soda cáustica que vazava pela tubulação de descarga e outro, que transportava fertilizante, apresentava vazamento de óleo diesel que abastecia o próprio caminhão.

Já no município de Campinas, os fiscais inspecionaram 35 caminhões-tanque na Rodovia Milton Tavares de Souza (SP-332 km 115) em atendimento à solicitação da Defesa Civil. Desse total, 11 foram autuados e oito CIPPs retidos, um deles por vazamento de gasolina. Outras irregularidades graves nos pneus e sistemas de suspensão também foram encontradas pelos fiscais.

As fiscalizações em rodovias, realizadas juntamente com as polícias rodoviária estadual e federal, têm por objetivo manter as condições de segurança dos veículos transportadores de produtos perigosos e tirar de circulação aqueles que trafegam irregularmente, ate´se adequarem às condições implícitas nos regulamentos do Inmetro, utilizados durante as vistorias.

Todos os responsáveis e/ou proprietários dos veículos autuados têm 15 dias, a partir da constatação das infrações, para apresentar defesa junto à Superintendência do Ipem-SP. Após esse prazo, ocorre uma análise jurídica e administrativa de cada caso para se estipular a penalidade administrativa cabível, que pode ser uma advertência ou pagamento de multas de até R$ 2.500, dobrando na reincidência.

  Do Ipem-SP