Habitação: Governo do Estado realiza entrega de moradias populares em Tuiuti

Mutuários selecionados por sorteio público recebem suas residências nesta quinta-feira

qui, 31/05/2001 - 10h02 | Do Portal do Governo

Evento ocorre nesta quinta-feira, dia 31

O presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU), Luiz Antônio Pacheco, entrega nesta quinta-feira, dia 31, 26 novas unidades do programa ‘Sonho Meu’ de moradias populares em Tuiuti, cidade localizada na região de Bragança Paulista. O gerente regional de Campinas, João Jorge de Souza, também estará presente.

Do total de unidades, 5% são destinadas à famílias com portadores de deficiências e mais 5% para pessoas com idade superior a 60 anos, atendendo a dois programas especiais criados na administração Mário Covas.

A entrega das unidades está marcada para às 10 horas, no próprio conjunto, localizado na avenida Joaquim Lima Bueno, s/nº. São casas com 33,47 metros quadrados de área, um dormitório, sala, cozinha, banheiro e possibilidade de ampliação para até três dormitórios.

As casas foram construídas pelo programa Empreitada Global, em que os empreendimentos habitacionais são erguidos através de concorrência pública e em parceria com as prefeituras, que doam o terreno e executam a infra-estrutura. Através desse programa foram entregues, de janeiro de 1995 até agora, 73.802 moradias e mais 14.959 estão em execução.

Para receber as moradias, todos tiveram que participar de sorteio, realizado em dezembro do ano passado na Praça Major Felício, Centro. O sorteio público vem sendo adotado para a distribuição de casas e apartamentos desde o início de 1995: é transparente, democrático e impede qualquer tipo de favorecimento político como podia ocorrer anteriormente.

Os mutuários terão prazo de até 25 anos para quitar o financiamento e só começam a pagar as prestações (a mínima é de R$ 22,65) após a entrega das chaves e assinatura do contrato. No caso dos idosos, as casas não serão financiadas; será cobrada uma taxa de ocupação que não excederá a 20% da renda mensal.

Em todo o Estado, a CDHU tem outros programas em andamento além da Empreitada Global, como Empreitada Integral, Habiteto, Mutirão e Cortiços. Por meio deles, a empresa estabeleceu, de 1995 até hoje, um recorde histórico no número de unidades habitacionais entregues no País.