Habitação: CDHU contempla mil servidores públicos com cartas de crédito habitacional na Região Metro

Foram mais de 37 mil inscritos para concorrer a cartas de até R$ 40 mil; auditores independentes acompanharam o sorteio

sex, 15/12/2006 - 21h20 | Do Portal do Governo

O  sorteio eletrônico de três mil cartas de crédito para servidores públicos  estaduais  foi  realizado  no dia 14 de dezembro, quinta-feira, pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU). O sorteio

aconteceu  às  9 horas, no auditório da Companhia, na rua Boa Vista, 170, Centro  da  Capital.  O  evento  foi  aberto  ao público e contou com  as presenças  do  presidente  da CDHU, Edward Zeppo Boretto, e dos diretores Hélio  Benedito  Costa,  Norberto  Duran e Valter Luiz Vendramin, além de auditores independentes que acompanharam o processo.Do  total  de  três mil cartas de crédito, mil foram sorteadas para funcionários  públicos  da  Região  Metropolitana de São Paulo e duas mil para  servidores  do  Litoral  e Interior, sendo que  7% são destinadas a

famílias  de  servidores com portador de necessidades especiais. Ao todo, 68.219  servidores se inscreveram, entre os dias  30 de junho e 18 agosto de 2006.Os contemplados foram escolhidos aleatoriamente pelo sistema, sendo que  o  sorteio eletrônico aconteceu por região administrativa do Estado. Na  Região  Metropolitana  foram  sorteados  mil  cartas  entre os 37.483

servidores inscritos.

Esta é a primeira vez que a CDHU realiza um sorteio eletrônico para escolher  os beneficiários nos seus programa habitacionais. O sistema foi desenvolvido  em  conjunto  com a Prodesp e para acompanhar o processo, a Companhia contratou, por meio de licitação, a empresa de auditoria Aguiar Feres Auditores Independentes.

A  Companhia irá agora analisar os dados referentes às inscrições dos  funcionários sorteados. Depois, os servidores receberão pelo correio um  manual de orientação com a relação de documentos que deverão enviar à CDHU  para realizar a habilitação.  Feito isso, o contemplado receberá os documentos  necessários para avaliação  do imóvel (documentos do imóvel e do proprietário) e liberação dos recursos.

Pró-Lar  Crédito  Habitacional  –    A  distribuição dessa linha de crédito   faz   parte   do  programa  Pró-Lar  Crédito  Habitacional.  Os contemplados receberão cartas de até R$ 40 mil na Região Metropolitana de

São Paulo e R$ 35 mil no interior e litoral, conforme a renda da família. O  financiamento  poderá  ser  parcelado em até 300 meses com juros entre 2,2% e 4,2% ao ano.Para  ingressar  no  programa,  o servidor público estadual precisa estar  na  ativa,  possuir  família  constituída,  não ter participado de nenhum  outro programa habitacional da CDHU ou financiamento de imóvel no

país, não possuir imóvel no Estado de São Paulo e residir ou trabalhar no município   aonde   pretende   adquiri   o   imóvel,   exceto  na  Região Metropolitana,  onde  poderá optar por um imóvel em qualquer município da

região.  Além  disso é preciso ter renda familiar e salário líquido entre um e dez salários mínimos.Uma  das  vantagens  da  concessão  desse  tipo  de crédito é que o funcionário  poderá  adquirir o imóvel no bairro que desejar, sem ter que esperar  pela  construção  de  conjuntos habitacionais. O servidor poderá

ainda  usar  recursos  do  FGTS e optar por um imóvel de até R$ 60 mil na Região Metropolitana e R$ 50 mil no interior e litoral.

Da CDHU

C.A.