Governo de SP vai criar novo indicador sobre emprego

Decisão surgiu após encontro entre secretários do Trabalho de São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro

ter, 19/05/2009 - 20h30 | Do Portal do Governo

As regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Vitória e Belo Horizonte terão um termômetro específico para avaliar seus índices de emprego. Nesta terça-feira, 19, os secretários do Trabalho dos três estados se reuniram com o secretário do Emprego e Relações do Trabalho de São Paulo (SERT), Guilherme Afif Domingos, e anunciaram a criação do indicador.

O novo medidor será desenvolvido com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) e da Pesquisa Mensal de Emprego (PME).

“Partimos da idéia de procurar informações mais detalhadas sobre emprego porque o peso da Região Sudeste é muito grande. A proposta é criar um indicador comum a partir da análise desses números, que serão transformados em dados objetivos e precisos, que contribuirão na formulação de políticas públicas”, afirmou Afif.

A SERT já tem uma ferramenta para medir a empregabilidade no Estado – o Observatório do Emprego e do Trabalho (que pode ser acessado aqui). O novo medidor será uma evolução desse sistema, e conterá análises por setor e região, além de números mais aprofundados, que levarão em consideração os trabalhadores informais, por exemplo.

O secretário do Rio de Janeiro, Ronald Azaro, lembrou que mais de 90% das 106 mil vagas geradas no País, em abril, estão no Sudeste. “O futuro indicador voltado para a região será uma ferramenta fabulosa, com aproveitamento da estratificação dos números já existentes”, disse.

Com relação ao índice de empregos de abril, Afif afirmou que a data seguiu a tradição na abertura de novas vagas. “A média histórica desde 2002 é de 214 mil empregos, sendo que somente em 2008 foram 294 mil – portanto, 106 mil é a metade da série histórica”, afirmou.

Da Secretaria de Emprego e Relações do Trabalho