(Flash) – IPT promove debate sobre novo tipo de energia

a2equipe | 14 de setembro de 2000 |

Campinas – O Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), vinculado à Secretaria Estadual da Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, está promovendo nesta quinta-feira, dia 14, um debate sobre a transformação do capim-elefante (gramínea de grande porte) em carvão para a produção de calor para alimentar processos industriais. O engenheiro do IPT, Vicente Mazzarella, do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), explica que o processo tem baixo custo e importante benefício ambiental. ‘Ao contrário dos combustíveis fósseis, a queima do capim-elefante mantém equilibrado o balanço de poluentes, pois seu crescimento acelerado retira gás carbônico da atmosfera e libera oxigênio. No momento da queima, libera-se a mesma quantidade de gás carbônico que ficara retida, mantendo o equilíbrio na geração de gás carbônico’. A discussão, aberta pelo engenheiro, acontece no workshop ‘PIB – Produção, Colheita e Enfardamento de Capim-Elefante’, no Agrener’2000 – 3º Encontro de Energia no Meio Rural, no Centro de Tecnologia da Unicamp, em Campinas.

Adele Nabhan / Rogério Vaquero

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *