Febem: Governo inaugura duas unidades do CASA de Campinas

Inauguração das unidades do Centro de Apoio Sócioeducativo ao Adolescente será nesta terça-feira, dia 28

seg, 27/03/2006 - 19h12 | Do Portal do Governo

Nesta terça-feira, dia 28, serão inauguradas as duas unidades do Centro de Apoio Sócioeducativo ao Adolescente (CASA), em Campinas.

A cerimônia de entrega dos prédios acontece a partir das 10 horas, na avenida Comendador Altino Selmi, altura do nº 4.840 (lado esquerdo), bairro do Matão, e contará com a presença da presidente da Febem-SP, Berenice Giannella.

A iniciativa governamental se dá por conta da necessidade de adequar a instituição às exigências previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Uma delas, é que a medida de internação seja cumprida na cidade ou região onde o adolescente infrator reside. Ou seja, a lei prevê que o jovem da Febem fique o mais próximo possível da família – fator considerado fundamental para o processo de ressocialização, de acordo com especialistas na área.

Dados do Setor de Obras da fundação mostram que, além das duas unidades de Campinas, outras 17 obras estão em andamento; e mais 17 estão processo licitatório.

Modelo – As novas unidades do CASA são totalmente diferentes das já existentes. Tanto o modelo arquitetônico, quanto a estrutura administrativa e a capacidade dos prédios é totalmente diferenciada das demais unidades da instituição.

Com 2.400m² de área construída, cada unidade atenderá 40 adolescentes em regime de internação e 16 em internação provisória. O projeto arquitetônico da obra é composto por tres andares:

Gestão Compartilhada – O gerenciamento das novas unidades da Febem-SP será feito por meio de um processo de gestão compartilhada, ou seja, a administração dos prédios contará com a parceria de organizações não governamentais indicadas pelas prefeituras desses municípios.

As ONGs ficarão responsáveis pelas atividades pedagógicas, culturais, esportivas e pelos cursos profissionalizantes; e a Febem ficará encarregada pela direção e a segurança. Vale lembrar que a Secretaria Estadual da Educação continuará a fornecer os professores responsáveis pelo ensino formal junto aos adolescentes.

Instalação – os critérios adotados pela Febem para escolher os locais onde as unidades serão construídas estão sendo feitos a partir da demanda que cada cidade apresenta em ralaçao ao número de internos atendidos pela instituição e a disponibilidade de terrenos estaduais nesses municípios. No caso de Campinas, são 160 jovens atendidos pela instituição em regime de internação.

Assessoria de Imprensa da Febem