Estado libera R$ 1,2 mi para garantir água em Aparecida

Sabesp será responsável pelo acompanhamento técnico, vistorias e por prestar todo o apoio à prefeitura

sáb, 07/04/2007 - 10h08 | Do Portal do Governo

Para garantir o fornecimento de água durante a visita do Papa Bento XVI à cidade de Aparecida, em 11 de maio, a Secretaria de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo assinou na quinta-feira (5) um convênio com a prefeitura do município para construção de um novo reservatório. O repasse de R$ 1,235 milhão é do Tesouro do Estado, por meio de liberação de recursos do Sanebase, programa de apoio aos municípios não atendidos pela Sabesp.

Nessa obra, a Sabesp será responsável pelo acompanhamento técnico, vistorias e por prestar todo o apoio à prefeitura. Assinado pela secretária Dilma Pena, o prefeito José Luiz Rodrigues e o presidente da Sabesp, Gesner Oliveira, o convênio permitirá a compra de um reservatório metálico para armazenar 1.500 metros cúbicos de água. Hoje, a capacidade de reservação de água em Aparecida é de 3.500 metros cúbicos, mas o sistema está no limite, por causa da população flutuante. Nos picos de consumo, o abastecimento chega a ser interrompido. Está prevista, ainda, a construção de uma adutora de 1,6 quilômetos para ligar o novo reservatório ao sistema de distribuição de água em Aparecida.

Segundo Dilma Pena, estima-se que a passagem do papa por Aparecida deva reunir mais de 500 mil pessoas em um só dia, e a reservação de água atual da cidade não daria conta. “O prefeito solicitou ajuda e, prontamente, o Estado se mobilizou, por meio da Secretaria e da Sabesp, cumprindo sua política de saneamento e função social de assegurar água potável em quaisquer momentos e circunstâncias”. Com a assinatura do convênio, portanto, a prefeitura de Aparecida pode iniciar a licitação das obras em caráter de emergência.

O prefeito José Luiz Rodrigues acredita que a parceria é fundamental para melhorar o atendimento à população. “Aparecida é uma cidade pequena, porém, diferenciada em termos de movimento. Por isso precisa ter estrutura e só com
recursos do município ficaria muito difícil”.

Aparecida

A cidade é sede da Basílica Nacional de Nossa Senhora de Aparecida e, apesar de ter uma população fixa de apenas 40 mil habitantes, recebe todos os anos cerca de 9 milhões de romeiros. Com a passagem do Papa Bento XVI pelo município, a previsão é de que esse fluxo aumente significativamente. BentoXVI chega ao Brasil em 9 de maio e fica em São Paulo até o dia 11, quando segue para Aparecida. Nos dois dias em que permanecer na cidade, o Papa rezará duas missas e visitará uma entidade de recuperação de viciados em drogas no município vizinha de Guaratinguetá.

Da Secretaria de Saneamento e Energia