Conheça algumas realizações da Secretaria de Economia e Planejamento em 2009

Dentre os projetos iniciados este ano, a preparação para a Copa do Mundo de 2014

sex, 25/12/2009 - 12h00 | Do Portal do Governo

A Secretaria de Economia e Planejamento deu no de 2009 importantes primeiros passos em projetos de importância estadual e até mesmo nacional. Investimentos para a Copa do Mundo de 2014, um novo espaço sócio-cultural na zona leste da capital e um melhor mapeamento do Estado para o planejamento de políticas públicas. Estas foram algumas das principais ações da Secretaria de Economia e Planejamento neste ano.

Copa 2014

Neste ano, a Secretaria de Economia e Planejamento ganhou uma importante missão: coordenar os projetos para receber a Copa do Mundo 2014 em São Paulo. São esperados cerca de 500 mil turistas no mês de sua realização – sendo 180 mil estrangeiros. A capital paulista será uma das 12 cidades brasileiras que sediarão jogos e entre as prioridades para o evento estão os projetos de mobilidade urbana.

“Nós temos até 2014 cerca de R$ 33 bilhões de investimentos previstos, inclusive na linha 4-Amarela do Metrô, que vai passar a 1,2 mil metros do estádio do Morumbi”, afirmou o governador José Serra no evento de pronunciamento das cidades-sede da Copa Mundo. A previsão é de que até 2012, a capital tenha aproximadamente 400 quilômetros de transporte de massa de qualidade.

O acesso ao aeroporto André Franco Montoro, um dos pontos que terão maior movimento, também será facilitado pelo Expresso Aeroporto e na Marginal Tietê, principal acesso aos futuros centros de treinamentos como Parque São Jorge e o Estádio do Canindé, o Estado aplicará R$ 1 bilhão com a construção de novas faixas. Paralelamente a isso, a conclusão das obras do trecho Sul e Leste do Rodoanel Mário Covas, com investimentos estimados em R$ 9,2 bilhões, desafogará o trânsito nos principais corredores da capital.

Saiba mais como o Estado de São Paulo vai se preparar para a Copa do Mundo de 2014:
http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/lenoticia.php?id=201607&c=6

Parque Estadual do Belém

Em menos de um ano, a zona leste de São Paulo ganhará um espaço inédito de lazer e cultura: o Parque Estadual do Belém. O Parque fica em uma área de 210 mil m2 onde estava localizada a antiga Febem do Tatuapé. A Secretaria de Economia e Planejamento, responsável pelo projeto, prevê a implantação de diversos equipamentos no local, como a sede do programa Fábricas de Cultura, onde serão oferecidos cursos gratuitos de dança, teatro e música; um Café Concerto, sede de espetáculos e shows; um centro de memória da Fundação Casa e a Escola de Circo do Estado de São Paulo.

Além disso, terá também uma grande área verde, quadras poliesportivas, pista de Cooper, ciclovia, playground e uma Etec, que começa a funcionar em março de 2010. A obra está orçada em R$ 39,765 milhões.

Saiba mais sobre a Escola de Circo do Estado de São Paulo, que vai funcionar no Parque Estadual do Belém:
http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/lenoticia.php?id=205981&c=6

1ª Escola Técnica de Gestão Pública do Brasil

Neste ano, o Centro de Estudos e Pesquisas de Administração Municipal (Cepam), vinculado à Secretaria de Economia e Planejamento, lançou, em conjunto com o Centro Paula Souza, o primeiro curso técnico em Gestão Pública com 80 vagas.

O curso técnico forma profissionais que podem trabalhar em instituições públicas federais, estaduais e municipais em operações de programas e projetos de políticas públicas. Além disso, auxilia no controle dos procedimentos organizacionais e na organização dos recursos humanos e matérias.

Unidades de Informações Territorializadas do Município de São Paulo (UITs) – Emplasa Planeja SP

Por meio da Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano S.A.(Emplasa), a Secretaria dividiu neste ano todo o território da metrópole paulista em 299 partes. São as unidade de informações territorializadas. Cada uma conta com o mapeamento pelo uso do solo, dados socioeconômicos e informações físico-ambientais. O estudo foi todo disponibilizado no site www.emplasa.sp.gov.br.

Além desta região, o trabalho já foi feito em campinas, Baixa Santista e no Grande ABC. A previsão é de que até março de 2010, toda a Grande São Paulo esteja mapeada.

A ação faz parte da ampliação e modernização que a Emplasa passa ao longo dos últimos anos e integra o Planeja SP. Este projeto propõe cenários, indicadores e metas para o período entre 2011 a 2025.

Saiba mais sobre as Unidades de Informações Territorializadas da Emplasa:
http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/lenoticia.php?id=102073&c=6

Do Portal do Governo do Estado de São Paulo