Cidades do interior terão primeira edição do evento Virada Cultural

Durante 24 horas, população de dez cidades poderá participar de atividades culturais gratuitas

ter, 10/04/2007 - 15h07 | Do Portal do Governo

Tendo como exemplo as edições realizadas na capital, em 2005 e 2006, o interior paulista ganhará a sua primeira versão do projeto Virada Cultural, iniciativa da secretaria de Estado da Cultura que oferece 24 horas de atividades culturais, gratuitamente à população.

A Virada Cultural do Interior será realizada nos dias 19 e 20 de maio nas cidades de Araraquara, Araçatuba, Bauru, Campinas, Presidente Prudente, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, Santos, São José dos Campos e Sorocaba.

A largada para o início do projeto será dada às 18 horas de sábado, dia 19 e, até as 18 horas do domingo (20), o público poderá participar das atrações artísticas programadas.

Estão agendados shows, filmes, concertos, dança, artes cênicas, visuais e circenses, e ainda a apresentação de diversas manifestações folclóricas.

Segundo o coordenador do projeto, André Sturm, os espetáculos, apresentações e intervenções culturais serão realizados em dois locais nas cidades: um grande palco aberto em praça pública e um palco fechado. Em algumas cidades acontecerão intervenções artísticas simultâneas em diversos locais.

Para Sturm, a Virada Cultural do Estado tem a intenção de criar uma rede multiplicadora de acontecimentos culturais. “A proposta é ampliar uma idéia que deu certo e oferecer atrações voltadas para diferentes públicos, buscando contemplar todos os gostos”, explica.

Como um dos objetivos do evento é estimular o intercâmbio artístico, o projeto prevê a participação de atores, cantores, instrumentistas e outros artistas tanto das cidades participantes como de outras regiões do Estado, além de artistas de renome nacional.

“Em função das características de cada cidade, estamos propondo intervenções culturais regionais, para prestigiar as iniciativas locais”, afirma Sturm. Arte circense e grafiteiros estão na agenda, que não descarta idéias originais. O coordenador dá como exemplo a proposta de um artista em montar uma barraca de sonhos, os pães doces recheados: “Mas eles não estarão a venda e, sim, para troca”, brinca Sturm. “Para ganhar o doce, o interessado precisa contar um de seus sonhos e isso vai ao gosto do freguês”.

A programação completa será divulgada nas próximas semanas. Alguns nomes já estão confirmados. Entre eles: Beth Carvalho, Cida Moreira, Negra Li, Tom Zé, Renato Teixeira, Osvaldinho do Acordeon e Rosa Passos. Além dos grupos IRA, Tribo de Jah, Ballet Stagium, Afroreggae, Cordel do Fogo Encantado e Teatro Mágico.

Virada na Capital

A Virada Cultural do Interior foi inspirada na primeira edição do evento realizado na cidade de São Paulo em 2005, na administração do então prefeito José Serra. O balanço foi tão positivo que a iniciativa passou a integrar a programação da cidade. Em maio do ano passado, a maratona cultural atraiu cerca de 1,5 milhão pessoas e mais de três mil artistas se apresentaram em 250 locais espalhados pela cidade.

O projeto é uma iniciativa da Prefeitura de São Paulo, Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com a Secretaria de Cultura do Estado, Sesc-SP e a SP Turismo. A Virada Cultural é inspirada nas “Noites Brancas” européias, que ocorrem em Paris, Madri e Roma, oferecendo programação cultural à população.

Joice Henrique