Cidadania: Exame gratuito de DNA começa em oito regionais do Estado

Os exames de investigação de paternidade feitos pelo Imesc ocorrem por meio de pedidos judiciais

qui, 09/03/2006 - 12h15 | Do Portal do Governo

O Instituto de Medicina Social e de Criminologia de São Paulo (Imesc-SP) entrou em uma nova fase de coleta para exames de DNA neste mês de março. Na primeira etapa, o instituto fazia mutirões. Com o processo de descentralização, iniciado em abril de 2005, cada uma das onze regionais (Araraquara, Araçatuba, Bauru, Campinas, Marília, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, Sorocaba e Taubaté), que eram atendidas anteriormente no mutirão, passarão a ter um trabalho contínuo.

Na última segunda-feira, dia 6, as cidades de Araraquara e Araçatuba atenderam as primeiras famílias para a coleta de sangue para investigação de paternidade. A regional de Araraquara, que compreende 23 municípios, terá coletas duas vezes por semana. Araçatuba, com 42 cidades, terá prestação do serviço diariamente.

Outras cidades já fazem parte da rede de atendimento do Imesc. Santos, Ribeirão Preto e Presidente Prudente iniciaram a rotina, nesta terça-feira. No dia 9 de março é a vez da regional Taubaté começar a receber coleta de sangue. A partir de sexta-feira o serviço será estendido para Bauru e Marília.

Importante ressaltar que os exames de investigação de paternidade feitos pelo Imesc ocorrem por meio de pedidos judiciais, com processo aberto, nas procuradorias de assistência judiciária ou fóruns do Estado de São Paulo.

As famílias que não compareceram à nova etapa terão as coletas agendadas no sistema de rotina.

Assessoria de Imprensa da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania