Carro usado: Detran.SP alerta para golpes em anúncios na Internet

Antes de adquirir um veículo usado, confira a lista de precauções a serem tomadas para não cair em armadilhas e garantir uma boa compra

qui, 27/10/2016 - 9h58 | Do Portal do Governo

Se você está querendo comprar um automóvel usado e, ao pesquisar na Internet, encontrou um anúncio com valor bem abaixo do mercado, desconfie. Criminosos têm aplicado golpes por meio de anúncios de venda de veículos com preços atrativos.

Para isso, eles clonam placas e documentos de automóveis roubados e oferecem a “barbada” aos consumidores. O alerta é do Detran.SP, que reuniu dicas importantes para você comprar com segurança o seu automóvel usado.

Confira abaixo as principais precauções a serem tomadas antes de fechar negócio:

1 – Antes de adquirir o veículo pretendido, faça uma vistoria de identificação veicular. No Portal do Detran.SP, é possível consultar a relação Empresa Credenciada de Vistoria para fazer esse serviço. Com a vistoria, é possível verificar número de chassi e motor, legitimidade da propriedade, existência de equipamentos obrigatórios e se o veículo mantém as características originais ou se houve alguma modificação autorizada pelo órgão de trânsito.

2 – A validade do laudo é de 60 dias, contados a partir da emissão. O documento pode ser utilizado para a transferência do veículo, caso a compra seja efetivada. A vistoria é importante porque os criminosos podem fornecer laudos falsos para dar mais credibilidade à transação.

3 – Consulte se constam débitos e restrições. É possível fazer essa verificação na página do Detran.SP ou acessar as informações pelo serviço “Pesquisas de débito e restrições de veículos” do aplicativo para smartphones e tablets “Consultas Detran.SP”, disponível para as plataformas IOS e Android, nas lojas da Apple e Google Play. A consulta é gratuita e pode ser feita ao digitar os caracteres da placa e o número do Registo Nacional de Veículos Automotores (Renavam).

4 – O Detran.SP aconselha levar o veículo a um mecânico de confiança para verificar as condições gerais, como funcionamento do motor, freios e suspensão.

5 – Preços dos veículos podem ser consultados usando como base a tabela da Fundação do Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

6 – Concluído o negócio, o comprador deve fazer a transferência do veículo no prazo de 30 dias a partir do preenchimento do Certificado de Registro (CRV). Descumprir o prazo é incorrer em infração grave, prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), com multa de R$ 127,69 (ou R$ 195,23, a partir de novembro deste ano), mais cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Seguindo essas instruções, você pode adquirir com segurança o automóvel usado que procura. Clique aqui para ver os passos para a transferência no portal do Detran.SP.

Do Portal do Governo do Estado