Lote Litoral: ligação entre Bertioga e Guarujá será duplicada e terá 36 km de ciclovias

Trecho da SP-055 entre Praia Grande e Peruíbe também ganhará marginais para facilitar acesso às cidades

seg, 22/04/2024 - 10h04 | Do Portal do Governo

O trecho da SP-055 que liga Bertioga ao Guarujá, no litoral sul de São Paulo, será totalmente duplicado e ganhará 36 km de ciclovias com a concessão do Lote Litoral de rodovias.

O consórcio Novo Litoral, liderado pela Companhia Brasileira de Infraestrutura (CBI), venceu o leilão internacional realizado no dia 16 de abril, na sede da B3, a Bolsa de Valores de São Paulo. O grupo propôs desconto de 10,17% sobre a contraprestação pública máxima de R$ 199 milhões por ano a ser paga pelo Estado.

Com um prazo de 30 anos, a concessão de 213 quilômetros de vias prevê investimentos de R$ 4,3 bilhões para a realização de intervenções estruturais e melhorias nas rodovias SP-055 (Rodovia Padre Manuel da Nóbrega), SP-088 (Mogi-Dutra) e SP-098 (Mogi-Bertioga).

Ao todo, a concessão prevê 36,7 km de duplicação entre Bertioga e Santos, além da construção de ciclovia, duas novas passarelas para pedestres e sete dispositivos em desnível, facilitando os acessos aos municípios. Também serão instalados 2,8 km de novas marginais no trecho. Outros 3 km serão recuperados.

Praia Grande-Peruíbe

Já a ligação entre Praia Grande e Peruíbe, na SP-055, terá 33 km de ciclovia. O foco das intervenções nesse trecho, no entanto, será nas marginais, utilizadas pela população para o acesso aos municípios da região, que são cortados pelas rodovias.

“Tem cidades ali, como Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe, em que uma parte fica do lado litoral e outra do lado serra, então todo mundo utiliza os retornos para cruzar a cidade de um lado para o outro. Vamos colocar marginais nesse trecho inteiro, com diversos dispositivos em desnível para garantir essa conexão dos dois lados das cidades”, explica a Diretora Econômico Financeira da Companhia Paulista de Parcerias, Raquel França Carneiro, ressaltando que as marginais do trecho não terão cobrança de tarifa. O pagamento será feito somente no eixo principal da rodovia.

Serão quase 100 km de requalificação de marginais na região, incluindo pavimentação de trechos em terra, iluminação, sinalização e calçamento. Outros 9 km de marginais serão construídos e sete dispositivos em desnível serão instalados. Em relação a passarelas para pedestres, sete serão construídas e 26, recuperadas.

Já o trecho entre Peruíbe e Miracatu ganhará 4,4 km de ciclovias e será totalmente duplicado. As obras ainda vão contemplar a recuperação de marginais e a construção de seis novas passarelas.


Oportunidades de R$ 220 bilhões

O Governo de São Paulo tem previsão para 13 projetos em leilões ao longo de 2024. O primeiro deles foi o Trem Intercidades (TIC) Eixo Norte, realizado em fevereiro, que vai ligar a cidade de São Paulo a Campinas. A carteira de projetos de concessões, desestatizações e parcerias da atual gestão estadual é estimada em mais de R$ 220 bilhões em capital privado, com 20 projetos qualificados e a previsão de 44 leilões até o final de 2026.