CPTM retoma o Expresso Turístico para Paranapiacaba a partir de 8 de agosto

 Primeiras viagens serão exclusivas para quem comprou passagem e não viajou por conta da pandemia

qua, 28/07/2021 - 12h50 | Do Portal do Governo

​A espera acabou: as viagens do tradicional Expresso Turístico da CPTM estarão de volta a partir de 8 de agosto, após um hiato de quase um ano e meio por conta da pandemia de COVID-19.

E Paranapiacaba, o roteiro mais procurado, no meio da Serra do Mar, no município de Santo André, será o primeiro destino retomado pelo serviço, que utiliza um trem da década de 1960, totalmente reformado.

Entretanto, as quatro primeiras viagens, que acontecerão nos dias 8 e 22 de agosto e 5 e 19 de setembro de 2021, serão reservadas apenas às pessoas que compraram o bilhete antes da pandemia e não o utilizaram ou não solicitaram reembolso. Isso significa que a compra de novas passagens ainda não estará disponível ao público.

“Os passageiros que compraram as passagens, não viajaram e optaram por esperar serão recompensados agora. Todas as viagens respeitarão todos os protocolos de segurança para que a ida a Paranapiacaba seja uma experiência inesquecível e segura”, afirma Pedro Moro, presidente da CPTM.

A CPTM prevê que serão necessárias 13 viagens para atender as cerca de 1350 pessoas que ainda possuem passagens válidas, o que significa que precisarão ser feitas viagens adicionais além das quatro já previstas. A capacidade total de passageiros em cada uma das viagens será determinada pelo Plano São Paulo – atualmente é permitido 60% da capacidade total dos assentos, o que representa 103 pessoas.

Para que a viagem seja remarcada, a CPTM entrará em contato com todos os passageiros com viagens pendentes. Esse contato respeitará a ordem da viagem inicialmente comprada – por exemplo, as pessoas que tinham viagem marcadas para 15 de março, data da primeira viagem para Paranapiacaba suspensa, serão os primeiros as serem contatados, e assim sucessivamente.

Caso não seja possível aceitar a viagem nas datas propostas pela companhia, a passagem não perderá a validade e o passageiro, se quiser, ainda poderá pedir o reembolso. Não será necessário realizar nenhuma troca de passagens: o mesmo bilhete já adquirido deverá ser apresentado na data da nova viagem.

Para os passageiros com viagens que foram suspensas por conta da pandemia, a CPTM disponibiliza seus canais de relacionamento com o passageiro para esclarecer dúvidas:

Site: https://www.cptm.sp.gov.br/Pages/atendimento.aspx

E-mail: passageiro@cptm.sp.gov.br

Central de Relacionamento: 0800 055 0121

WhatsApp: (11) 9 9767 7030

É necessário que no ato do contato seja informado o nome da pessoa que adquiriu a(s) passagem(ns), a data original da viagem e o(s) número(s) do(s) bilhete(s). O prazo de resposta será de cinco dias úteis.

Ainda em 2021, a CPTM pretende realizar duas viagens para Jundiaí com o objetivo de atender as cerca de 150 pessoas com viagens pendentes, por conta da pandemia. Já para Mogi das Cruzes, não havia passagens pendentes.

 

 

Serviço 

 

Retorno Expresso Turístico – exclusivo para passageiros com bilhetes comprados e não reembolsados

Datas: 8 e 22 de agosto e 5 e 19 de setembro de 2021

Embarque Estação Luz: 8h30

Retorno Paranapiacaba: 16h30

Sobre o Expresso Turístico 

Desde 2009, a CPTM colocou em atividade o Expresso Turístico, passeios de trem que saem da Estação Luz, no centro de São Paulo, com destino à Jundiaí, Paranapiacaba e Mogi das Cruzes. O passeio do Expresso Turístico é feito em uma locomotiva a diesel, modelo Alco RS-3 de 1952, que conduz dois carros de passageiros, de aço inoxidável, fabricados no Brasil pela Budd – Mafersa nos anos 60 e que foram cedidos pela ABPF (Associação Brasileira de Preservação Ferroviária).

Durante a viagem, o turista aprecia a paisagem conhece um pouco da história.

O embarque é realizado às 8h30 da plataforma 4 da Estação Luz e o retorno das cidades visitadas, às 16h30. São 174

poltronas para acomodar confortavelmente os turistas, além de espaço reservado para cadeira de rodas (com cinto de segurança e ancoragem da cadeira).

Durante a pandemia da Covid-19, o Expresso Turístico teve suas atividades suspensas.