Meta da Sabesp: tratar 70% do esgoto dos rios

Jornal da Tarde - Quarta-feira, dia 8 de novembro de 2006

qua, 08/11/2006 - 14h23 | Do Portal do Governo

Até o junho de 2007, 84% do esgoto despejado nos rios paulistas terá passado por coleta e, do total, 70% desse esgoto será tratado. A promessa é da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) que hoje coleta cerca de 80% dos resíduos do esgoto, mas só trata 60%.

O anúncio foi feito ontem, durante seminário no Memorial da América Latina, Zona Oeste. ‘Investir em saneamento é investir em saúde. Avançamos muito nos últimos anos, principalmente com o programa de despoluição do Rio Tietê’, disse o superintende da Sabesp, Edson Santana Borges.

O evento reuniu especialistas da Inglaterra, Londres, Índia e México, que apresentaram projetos postos em prática para despoluir os rios nesses países. ‘Estamos fazendo um intercâmbio de informações’, contou o superintendente.

O foco da apresentação da Sabesp foram as conquistas do Projeto Tietê. A primeira etapa começou na década de 90. A segunda, termina no ano que vem.

‘Já foram investidos mais de R$1,1 bilhão para a construção de estações de tratamento e rede de coleta’, disse Borges.

‘As nossas ações agora estão concentradas na ampliação e otimização da rede, principalmente no esgoto que é despejado na represa Billings.’

O seminário continua hoje. O tema a ser abordado será o impacto urbano na implantação de programas de saneamento básico.