A irreverência de uma trupe teatral em livro

Destak

ter, 01/12/2009 - 7h52 | Do Portal do Governo

A busca pela renovação da cena teatral brasileira fez com que a trupe Teatro do Ornitorrinco, fundada em 1977 por Cacá Rosset, resolvesse levar ao palco textos de dramaturgos clássicos e vanguardistas com a abordagem que caracterizaria a irreverência da companhia.

A história do grupo é revista em um livro de 524 páginas repleto de material documental e iconográfico, como fotos, croquis de cenário e figurinos, cartazes e críticas das peças, tudo organizado cronologicamente. O Ornitorrinco já levou para os palcos textos como A Megera Domada, de William Shakespeare e Mahagonny, de Brecht.

Organizada pela atriz Christiane Tricerri, uma das principais artistas da trupe, a obra conta, por meio de depoimentos de artistas ligados à companhia, entre eles Rosi Campos, Eduardo Silva e Rubens Caribé, o choque provocado pela estética diferenciada do grupo em um período em que a livre expressão era quase inexistente, os escândalos provocados pela nudez usada em palco e o processo de criação de Rosset.

Além de repassar os 32 anos de trajetória do Ornitorrinco, a publicação recupera a memória de artistas precocemente mortos e que tiveram papel importante dentro do grupo, como o cofundador Luiz Roberto Galízia e o ator Chiquinho Brandão. lImprensa Oficial 524 págs. R$ 185