Justiça promove seminário online sobre saúde mental e violência doméstica na pandemia

Evento será transmitido no Youtube nesta quarta-feira (25), às 17h30

qua, 25/11/2020 - 9h43 | Do Portal do Governo

Secretaria da Justiça e Cidadania, por meio da Coordenação de Políticas para a Mulher, em parceria com a Secretaria da Saúde, por meio do Programa Saúde do Adolescente, realiza nesta quarta-feira (25) às 17h30 a palestra: “ O impacto da violência e da pandemia na saúde mental”.  O evento dá início às ações da Campanha “16 anos de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”.

Para participar basta acessar no Youtube o Canal da Saúde do Adolescente:   https://www.youtube.com/channel/UCGXTi6J5xl0JglgWXE848cA

A abertura da campanha será realizada pela coordenadora de Políticas para a Mulher, prof. dra. Albertina Duarte Takiuti , que abordará o fomento às políticas públicas e para as mulheres e seus direitos.

A palestra será ministrada pelo psiquiatra Dr Wimer Botura Junior, psiquiatra e psicoterapeuta.

Também participarão do encontro a dra. Kátia Boulos, da Coordenadoria Municipal de Políticas para a Mulher, Maria dos Anjos M. Hellmeister, do Conselho da Estadual da Condição Feminina, dra. Sylmara Berger Del Zotto, da Secretaria de Estado da Saúde, Renata Rivitti, do Proejto Devida, Flávia Martins de Carvalho e Adriana Vicentin Pezzatti de Carvalho, da Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Poder Judiciário (Comesp).

SOBRE A CAMPANHA 16 DIAS DE ATIVISMO

 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres é uma campanha anual e internacional que começa no dia 25 de novembro, Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres, e vai até 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Foi iniciada por ativistas no Instituto de Liderança Global das Mulheres, em 1991, e continua a ser coordenada anualmente pelo Centro para Liderança Global das Mulheres.

É uma estratégia de mobilização de indivíduos e organizações, em todo o mundo, para engajamento na prevenção e na eliminação da violência contra as mulheres e meninas.

Em apoio a esta iniciativa da sociedade civil, a campanha do Secretário-Geral da ONU “UNA-SE pelo fim da violência contra as mulheres até 2030” pede ações globais para aumentar a conscientização, estimular os esforços de defesa e compartilhar conhecimentos e inovações.

Coordenação de Políticas para a Mulher

O Decreto n° 58.428, de 08 de outubro de 2012 criou e organizou, na Secretaria de Estado da Justiça e da Defesa da Cidadania, a Coordenação de Políticas para a Mulher do Estado de São Paulo, visando promover a igualdade entre homens e mulheres por meio da elaboração de políticas públicas e da educação em direitos humanos relacionadas ao tema do gênero.

A Coordenação promove a integração entre o poder público e a sociedade civil, fazendo com que haja a participação efetiva dos cidadãos para a concretização dessas políticas públicas.

Missão

A Coordenação de Políticas para a Mulher do Estado de São Paulo tem por finalidade fomentar a implementação de políticas públicas que visem à equidade de gênero, a eliminação de qualquer forma de discriminação e de violência contra a mulher, assegurando-lhe a plenitude de seus direitos, sua participação e integração no desenvolvimento econômico, social, político e cultural. Assim, a Coordenação de Políticas para a Mulher trabalha para garantir que as diferentes esferas de Poder articulem e coordenem suas ações e políticas, fortalecendo e dignificando a cidadania das mulheres, realçando a importância de se respeitar o gênero, a etnia, a orientação sexual e religiosa, reforçando os laços entre os cidadãos e o Governo para a construção de uma sociedade mais justa, mais solidária, mais fraterna e mais humana.