Governo do Estado e Prefeitura entregam 562 apartamentos em Grajaú

Os imóveis na zona Sul da capital paulista foram destinados a famílias originárias de moradias precárias na região dos mananciais

sex, 08/10/2021 - 16h37 | Do Portal do Governo

Entrega de moradias no Conjunto Habitacional Chácara do Conde

O vice-governador Rodrigo Garcia e o prefeito Ricardo Nunes entregaram nesta sexta-feira, 8 de outubro, 562 apartamentos da primeira fase do Conjunto Habitacional Chácara do Conde – Prefeito Bruno Covas, no Grajaú, zona Sul da capital paulista.

Os imóveis, construídos em parceria com a Prefeitura, foram destinados a famílias originárias de moradias precárias na região dos mananciais. O presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), Silvio Vasconcellos, participou do evento.

“Essa entrega faz parte de um conjunto de ações de revitalização e de proteção aos mananciais aqui na cidade de São Paulo. Também já anunciamos a continuidade desse programa, com o término das obras já em andamento e o início de um novo conjunto habitacional de mais de 3 mil unidades”, destacou Rodrigo Garcia.

A primeira fase do Conjunto Habitacional Chácara do Conde – Prefeito Bruno Covas é objeto de convênio entre a Secretaria de Estado da Habitação, por meio da CDHU, e Secretaria Municipal de Habitação (Sehab), no âmbito do Projeto Mananciais Billings e Guarapiranga, que visa recuperar e proteger as represas, rios e córregos utilizados para abastecimento de águas das regiões metropolitanas e melhorar a qualidade de vida da população residente em áreas de mananciais.

A urbanização de 1.055 domicílios nos loteamentos Jardim Pabreu e Prainha, também prevista na parceria, já foi concluída. O investimento total da CDHU, conforme o convênio, com data base de agosto de 2010, é de R﹩ 56,4 milhões.

O presidente da CDHU, Silvio Vasconcello, destacou o trabalho conjunto para viabilizar a construção do empreendimento. “Esse é um momento muito feliz, onde conseguimos fazer efetivamente a entrega das moradias para as famílias. Esse é o sucesso de uma parceria muito importante entre a CDHU, o Governo do Estado, a Sehab e a Prefeitura de São Paulo”.

Das 562 unidades do novo residencial, 391 têm dois dormitórios e 48,36 m2 de área útil. Outras 171 contam com três dormitórios e 55,57 m2 de área útil. O empreendimento conta com dez brinquedotecas, sete salas de estudos, sete bicicletários, dez centros comunitários, playground e quadra poliesportiva.

Os futuros moradores do residencial foram removidos das áreas Alto da Alegria, Cantinho do Céu, Córrego Reimberg, Erundina, Francisco Inácio Solano, Guaicuri, Pilão, Nossa Senhora de Fátima, Pabreu, Chácara do Conde, Jardim São Bernardo III e Tanquinho e de frente de obras de urbanização de favelas, na região do extremo sul da Capital.