Governo de SP determina luto no Estado por vítimas do coronavírus

Decreto será publicado nesta quinta-feira (7) e vai vigorar até o fim da pandemia; estado já superou marca de 3 mil mortes pela COVID-19

qua, 06/05/2020 - 13h56 | Do Portal do Governo

resumo em 3 tópicos

  • Bandeiras hasteadas em todas as repartições públicas e instituições de ensino devem permanecer a meio mastro
  • Número de mortos em São Paulo por COVID-19 subiu 7% em apenas um dia
  • São Paulo permanece como epicentro da pandemia do coronavírus no Brasil

O Governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (6) que haverá luto oficial em todo o estado de São Paulo em respeito e pesar às vítimas fatais do coronavírus. Até o início da tarde desta quarta, eram 7.921 mortes provocadas pela COVID-19 em todo o país, com 3.045 óbitos em São Paulo.

Veja também
Guia de prevenção sobre o novo coronavírus
Perguntas e respostas: tire suas dúvidas sobre a doença
As medidas adotadas pelo Governo de SP para o combate ao coronavírus

“A partir de amanhã, teremos luto oficial em todo o estado de São Paulo. Lamentavelmente, ultrapassamos 3 mil mortos com coronavírus, é o maior volume da história do estado em uma circunstância de menos de 60 dias”, declarou o Governador. “Em respeito às famílias e amigos destes que perderam vidas, será um gesto de solidariedade. E, lamentavelmente, daqueles que ainda vão perder as suas vidas”, acrescentou Doria.

O decreto de luto oficial será publicado no Diário Oficial do Estado nesta quinta (7) e valerá até que a crise sanitária seja superada. Com o texto em vigor, as bandeiras hasteadas em todas as repartições públicas e instituições de ensino devem permanecer a meio mastro, em homenagem à memória dos mortos pela COVID-19.

Coletiva de imprensa sobre Coronavírus 06\05\2020

O número de mortos em São Paulo por COVID-19 subiu 7% em apenas um dia. Em relação a infectados, o total chegou a 37.853 casos – aumento de 10% em relação ao dia anterior – confirmados de pacientes com COVID-19 nos 645 municípios paulistas.

A taxa de internação em leitos de terapia intensiva destinados a pacientes de COVID-19 era de 67,2% em todo o estado, mas subia para alarmantes 86,6% na Grande São Paulo. O número de internados por suspeita ou confirmação da doença era de 3.404 em UTIs e 5.197 em enfermarias em todas as regiões do estado.

Epicentro

São Paulo permanece como epicentro da pandemia do coronavírus no Brasil. O país registrava nesta quarta um total de 114.715 casos confirmados de COVID-19.

As taxas de isolamento social somaram 47% em todo o estado e 48% na capital na última terça (5) – o índice considerado ideal é de 70%. O decreto estadual de quarentena em São Paulo está em vigor até este domingo (10).

“Eu queria reforçar a questão do número de óbitos, e nesse sentido, para que as pessoas olhem para esses números e procurem se salvar em casa, ficar em casa significa se salvar, para que não se exponha e não adquira, não seja mais um caso confirmado na cidade de São Paulo”, afirmou o Secretário da Saúde, José Henrique Germann