Fundação Zoológico lança livro sobre Parque Fontes do Ipiranga

Obra apresenta detalhes de área remanescente de Mata Atlântica na capital e está disponível para download gratuito

sáb, 06/06/2020 - 10h02 | Do Portal do Governo

A Fundação Zoológico lançou na sexta-feira (5), data em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, o livro “Parque Estadual das Fontes do Ipiranga – Biodiversidade, Conservação e Educação”. A obra apresenta a riqueza de um dos mais significativos remanescentes de Mata Atlântica do município de São Paulo, tão pouco conhecido pela maioria da população. Em formato digital, o livro está disponível para consulta e download gratuito neste link.

A proposta do livro surgiu como desdobramento de uma pesquisa de mestrado profissional que envolveu a formação de professores de escolas do entorno do Parque, onde foi notada a escassez de materiais que trouxessem informações sobre esta Unidade de Conservação. O Parque Estadual das Fontes do Ipiranga fica no bairro Água Funda. Em razão da pandemia do novo coronavírus, as unidades de conservação do estado estão fechadas por razões sanitárias.

Essa pesquisa foi realizada em parceria com a Divisão de Educação e Difusão da Fundação Zoológico que, nos últimos anos, já vem se dedicando ao desenvolvimento de ações educativas voltadas à comunidade do entorno e à valorização do Parque.

O livro foi produzido por profissionais que possuem em comum o ideal de conservação da natureza, dentre eles, técnicos do Zoológico de São Paulo, docentes e discentes formados pelo Programa de Pós-Graduação em Conservação da Fauna (PPGCFau – UFSCar/FPZSP), além de pesquisadores do Instituto de Botânica de São Paulo. Nele, os autores apresentam em textos simples e ricamente ilustrados por imagens, diversos aspectos relativos ao Parque como a riqueza de sua fauna e flora, ações de conservação e as ameaças à área, além das pesquisas e atividades de educação ambiental desenvolvidas pelas instituições inseridas no PEFI.

A expectativa é que esse material contribua para a abordagem de temas referentes a essa Unidade de Conservação urbana por professores e educadores que atuam na região e motive estudantes, comunidade do entorno e todos aqueles que tiverem acesso ao seu conteúdo, a compartilhar os conhecimentos sobre essa área.

A ideia é formar uma rede de pessoas interessadas e engajadas na conservação desse patrimônio verde presente na capital paulista, que resiste em meio a todas as adversidades, mantendo-se como um espaço de impressionante beleza cênica, importância cultural, histórica, científica e ambiental.