Estado de São Paulo cria 50 mil empregos com carteira assinada em maio

No acumulado de 2023, economia paulista gerou mais de 240 mil postos formais de trabalho, quase 30% do total registrado no país

qua, 05/07/2023 - 16h03 | Do Portal do Governo

De acordo com dados da pesquisa Emprego Formal, da Fundação Seade, o emprego aumentou 0,4% no estado de São Paulo em maio em relação a abril. A geração de 50.112 mil postos de trabalho decorreu de 617 mil admissões e 567 mil desligamentos. Com esse resultado, segundo o Caged, o estoque de empregos formais em São Paulo ficou em 13,3 milhões.

“A economia de São Paulo mostra dia a dia que a vocação empreendedora e diversificada do nosso estado está ajudando o Brasil a gerar mais emprego e mais renda. A criação de 50 mil vagas com carteira assinada em um único mês é motivo de orgulho. Nosso governo é e sempre será parceiro de quem quer empreender e fazer a diferença, seja na cidade ou no campo”, afirmou o governador Tarcísio de Freitas.

Os resultados apurados em maio mostraram variações positivas em todos os segmentos: agricultura (3,4%); construção (0,6%); serviços (0,4%); indústria (0,2%) e comércio (0,2%).

O aumento expressivo de 11 mil postos nas na agricultura em maio se deve às contratações nas lavouras permanentes de laranja (6,7 mil), café (1,3 mil) e atividades de apoio à agricultura e pecuária (2,9 mil).

Em números absolutos, a economia de São Paulo criou em maio 11.161 mil empregos na agricultura, 4.461 mil na construção, 25.102 mil em serviços, 4.375 mil na indústria e 5.013, no comércio.

Por regiões, os destaques positivos de emprego em maio foram Capital (15.966), Campinas (10.419), Região Metropolitana de São Paulo (5.822) e Sorocaba (4.182).

No acumulado de janeiro a maio de 2023, foram gerados 240.331 postos de trabalho no estado de São Paulo. O saldo corresponde a quase 30% das 865.360 vagas ofertadas pelo país em comparação ao mesmo período.