#CulturaEmCasa traz “Romeu e Julieta” e “Punho Negro”, série com heroína negra

Destaques de maio contam com peças, séries e performances ligadas à música e teatro, além de lives que debatem maternidade e diversidade

ter, 03/05/2022 - 16h05 | Do Portal do Governo

A plataforma de streaming e vídeo por demanda #CulturaEmCasa, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e gerida pela Amigos da Arte, traz uma programação especial no mês de maio. Entre os destaques está um clássico da dramaturgia mundial, “Romeu e Julieta”, de William Shakespeare.

Nessa versão, os jovens Romeu e Julieta são interpretados pelos atores Renato Borghi e Miriam Mehler, ambos com cerca de 80 anos. A série “Punho Negro” traz para as telas representatividade e discussão sobre racismo e as pressões sociais que a mulher sofre no dia a dia tendo uma protagonista diferente para o universo dos heróis, majoritariamente masculino e branco.

Vale conferir também “Começo do Fim”, em que uma personagem lida com os conflitos de um relacionamento enquanto seus sonhos já vislumbram o fim. O solo “4543 Um Passo Por Vez” se aproxima de uma “desmontagem cênica” e busca revelar os caminhos percorridos pela profissional em seu processo de criação, desvelando como as experiências pessoais influenciaram a forma de a artista compreender a produção cultural.

A programação musical apresentam “Bem no meio”, uma ópera-instalação inédita, idealizada pela multiartista Karen Acioly, com música do compositor francês Camille Rocailleux, e a série de cinco episódios “Instrumental da Periferia”, em que uma Kombi customizada estaciona em diferentes lugares da cidade e abre suas portas com a missão de popularizar o jazz.

No mês dedicado às mães, #CulturaEmCasa apresenta duas lives que debatem maternidade, feminismo, diversidade, representatividade e arte com as participações de Samara Filippo, Ana Paula Xongani e o casal lésbico Marcela Tiboni e Melanie Graille.

Desde que foi lançada, em abril de 2020, a plataforma #CulturaEmCasa já alcançou mais de 7,5 milhões de visualizações, e foi vista em 4,4 mil cidades de 166 países, além de disponibilizar 4,6 mil conteúdos culturais. Para acompanhar a programação, acesse a plataforma (www.culturaemcasa.com.br) ou o aplicativo da #CulturaEmCasa disponível na Apple Store e Google Play. #CulturaEmCasa conta com atrações ligadas ao teatro, cinema, música, dança, ópera, museus, literatura, circo, humor, infantil, cultura popular e gastronomia.

Confira a programação #CulturaEmCasa!

Romeu e Julieta 80!

Temporada: De 3 de maio a 1º de junho, terças e quartas, às 20h Local: Teatro Sérgio Cardoso Digital | #CulturaemCasa

Capacidade: 149 lugares (143 lugares e 6 espaços de cadeirantes)

Duração: 110 minutos

Classificação: 12 anos

Acesso gratuito

“Começo do Fim”, entre 01 e 30/05, segundas e domingos, 19h

“Punho Negro”, por demanda pela plataforma ou aplicativo CulturaEmCasa

“Infâncias e Maternidade Lésbica” com Melanie Marcela

Duas mães e dois bebês. Nesta live vamos conhecer a história de Marcela e Melanie, desde sua decisão pela maternidade até situações complexas que já passaram envolvendo famílias e infâncias em contextos LGBTQIA+. Vamos debater as diversidades e semelhanças entre famílias e as maneiras de combater qualquer tipo de preconceito!

“De Medéia à Dona Nenê” com Ana Paula Xongani e Samara Filippo

Neste bate-papo, quatro mães maravilhosas falam sobre a representação da maternidade na cultura, de Medeia a Dona Nenê, passando por Almodóvar, Todo Mundo Odeia o Cris, Gilmore Girls e tantas outras obras centradas neste tema. Participam do debate a estilista de moda afro e influenciadora Ana Paula Xongani, a atriz e produtora Samara Felippo e o casal lésbico Marcela Tiboni e Melanie Graille, que amamentam juntas seus dois filhos.

“4543 Um Passo Por Vez”

“4, 5, 4, 3…Um Passo por Vez”, um solo de Cynthia Margareth. De casa, no abismo de experimentar a produção artística online, Cynthia se desmonta em camadas, mostrando a origem de seus procedimentos como produtora. O solo se aproxima de uma “desmontagem cênica”, na medida em que busca revelar os caminhos percorridos pela profissional em seu processo de criação, desvelando como as experiências pessoais influenciaram a forma de a artista compreender a produção cultural. Enquanto se desnuda, revela que seu ofício está profundamente ancorado na menina que foi, na mãe que é, na mulher que constrói, bem como na articulação de pessoas, ideias, sonhos e experiências vividas, que se transformam em saber, método e ação.

“Bem no Meio”

“Instrumental da Periferia”, a partir de 04/05, 19h Teatro Sérgio Cardoso, ingresso gratuito, deve ser retirado até 2 horas antes do espetáculo

A série em cinco episódios conta com um show de lançamento presencial no Teatro Sérgio Cardoso, para o qual foi indicado uma série de ativações que direcionam para a plataforma e para os episódios disponibilizados.

#CulturaEmCasa

A plataforma de streaming e vídeo por demanda #CulturaEmCasa tem a missão de ampliar o acesso da população a conteúdos culturais de qualidade, 100% gratuitos e difundir a intensa produção cultural do Estado de São Paulo, seus equipamentos e municípios. Em dois anos, a #CulturaEmCasa atingiu 4,4 mil cidades do Brasil e 166 países. A plataforma foi responsável pelo emprego direto e indireto de mais de 21 mil profissionais do setor, entre artistas, produtores e técnicos.

A ferramenta reúne também conteúdos do Teatro Sérgio Cardoso, do Teatro Estadual de Araras, além de diversos programas de difusão cultural como o Festival de Circo Online de São Paulo, o #CircuitoSP Online, a #ViradaSP Online, e o #SPGastronomia. Integram ainda a programação da plataforma, diversas iniciativas das instituições da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, entre as quais a Osesp (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo), a Jazz Sinfônica, a Pinacoteca, a São Paulo Companhia de Dança, o Conservatório de Tatuí, o Projeto Guri, Fábricas de Cultura, TV Cultura, Bibliotecas, e os Museus da Imagem e do Som, MIS Experience, do Futebol, Índia Vanuíre, Casa de Portinari, Felícia Leirner/ Auditório Claudio Santoro, além dos museus casa-literários, Casa das Rosas, Casa Mário de Andrade e Casa Guilherme de Almeida.

Plataforma #CulturaEmCasa: www.culturaemcasa.com.br