Alunos em presídios de SP participam da Olímpiada de Matemática

Ricardo Macario | 8 de junho de 2017 |

A 1ª fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), realizada na última terça-feira (6), teve participação de 9.890 alunos matriculados em escolas da rede estadual em 113 penitenciárias de São Paulo.

O número de inscritos este ano é 20% superior ao ano passado e representa mais da metade dos que estudam em unidades prisionais do Estado – 17.148 (registrados em abril).

A competição é aberta a estudantes do Ensino Fundamental – Anos Finais e Médio de todo País. Os candidatos da OBMEP são divididos em três níveis, de acordo com a escolaridade (nível 1 – 6º ao 7º ano; nível 2 – 8º ao 9º ano; e nível 3 – 1ª à 3ª série). As escolas inscritas são responsáveis pela aplicação e correção dos exames.

A divulgação da lista de classificados está prevista para 11 de agosto. Serão classificados para a segunda fase os alunos que obtiverem as maiores notas, segundo critérios estabelecidos pela organização da Olimpíada para cada nível. A próxima etapa, agendada para 16 de setembro, terá provas discursivas.

O resultado final será divulgado em novembro. Em 2016, a rede estadual paulista fechou a Olimpíada com 692 medalhas (entre ouro, prata e bronze).

Preparação em sala de aula
Para ajudar na preparação dos alunos, a Secretaria da Educação orientou professores a adotar dentro de sala de aula diferentes ferramentas de aprendizagem.

Entre as digitais, a sugestão é o Currículo+, plataforma interativa com mais de mil vídeos, infográficos, games e videoaulas. Jogos de tabuleiros e ábacos também são opções para o ensino da Matemática e raciocínio lógico.