Time São Paulo terá 25 representantes no Mundial de atletismo em Paris

Os atletas paralímpicos fazem parte do grupo convocado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro

qui, 01/06/2023 - 14h57 | Do Portal do Governo

 

O Time São Paulo Paralímpico, criado pela Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Governo de SP, contará com 25 representantes no Mundial de atletismo paralímpico, que será realizado entre os dias 8 e 17 de julho em Paris, na França. Os atletas estão entre os 51 convocados pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) nesta quarta-feira (31).

Será o primeiro evento a nível mundial da categoria desde os Jogos de Tóquio. A Seleção Brasileira terá a maior delegação de sua história na competição, superando os 43 membros de Dubai em 2019. Edição que os brasileiros fizeram a melhor campanha da história do país, ficando na segunda colocação, com 39 medalhas, sendo 14 de ouro, nove de prata e 16 de bronze.

O Time São Paulo Paralímpico reúne 107 paratletas de 14 modalidades, sob investimento de R$ 6 milhões do governo do Estado.

Confira a lista completa de convocados do Time SP:

Alessandro Rodrigo da Silva
Christian Gabriel Luiz da Costa
Claudiney Batista dos Santos
Daniel Mendes da Silva
Daniel Tavares Martins
Elizabeth Rodrigues Gomes
Felipe de Souza Gomes
Jardênia Felix Barbosa da Silva
Jerusa Geber dos Santos
Jhulia Karol dos Santos Dias da Fonseca
Joao Victor Teixeira de Souza Silva
Julio Cesar Agripino dos Santos
Lorena Silva Spoladore
Lucas de Sousa Lima
Mateus Evangelista Cardoso
Matheus de Lima
Paulo Henrique Andrade dos Reis
Raissa Rocha Machado
Rayane Soares da Silva
Samuel Eckert de Souza
Samuel Oliveira Conceição
Silvania Costa de Oliveira
Thiago Paulino dos Santos
Vinicius Goncalves Rodrigues
Zileide Cassiano da Silva

Time São Paulo
O Time São Paulo Paralímpico 2023 foi criado pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência. São R$ 6 milhões direcionados a 107 paratletas de 14 modalidades representando São Paulo e o Brasil em campeonatos nacionais e mundiais ao longo do ano, além dos Jogos ParaPan-Americanos de Santiago (Chile), em novembro, nas modalidades de atletismo, bocha, canoagem, ciclismo, esqui cross country (esportes na neve), goalball, halterofilismo, judô, natação, remo, taekwondo, tênis de mesa, triatlo e vôlei sentado. O projeto é resultado de uma parceria com o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). Com o apoio estadual, os atletas evoluem tecnicamente, superam metas, quebram recordes e garantem bom desempenho em competições.