Memorial da América Latina sedia o 9º Encontro Paulista de Hip Hop neste sábado

Realizado desde a sua primeira edição pelo Governo do Estado, a programação terá mesas de debates, atrações de música, dança, grafite, workshops, exposições e bate-papos, tudo gratuito e aberto ao público

sex, 27/11/2015 - 20h01 | Do Portal do Governo

O volume das batidas vai subir. MCs, grafiteiros, breaking dancers, DJs, pensadores… No dia 28 de novembro, das 12h às 22h, todas as quebradas convergem para o 9º Encontro Paulista de Hip Hop, no Memorial da América Latina.

Realizado desde a sua primeira edição pelo Governo do Estado de São Paulo, a programação terá mesas de debates, atrações de música, dança, grafite, workshops, exposições e bate-papos, tudo gratuito e aberto ao público. Com apoio da Rede Globo, o Encontro traz como destaque o show do rapper Emicida, além de diversas atrações que celebram a cultura e a força do Hip Hop no Brasil.

Esta edição tem como tema As Ruas em Rede, colocando em evidência as transformações ocorridas no cenário do Hip Hop em função da popularização da internet. Para Márcio Santos, assessor especial de Projetos para Hip Hop, da Secretaria da Cultura, a resistência do estilo, sua expansão e o avanço da tecnologia modificaram completamente a forma de troca de informações. “A cultura eternamente jovem adapta-se com facilidade à tecnologia, conectando as ruas em rede. As ‘quebradas’ estão conectadas, interligadas e ganhando velocidade na chegada da informação e da divulgação”, conta.

– Veja aqui a programação completa

A partir das 9h, acontece o torneio de basquete 3×3. A área externa do festival recebe grupos de grafite durante toda a tarde, fazendo arte e discutindo a ocupação da cidade. Dentre os convidados estão Fixa (Santos), Will Art (Atibaia), ThaináIndia (São Paulo), Indio S.A.V. (Francisco Morato) e Nega Hambuguer (Diadema). Das 10h às 17h, o local também recebe um torneio de basquete 3×3, com a participação de DJ Ruan e Max DMN.

Em um trio elétrico, acontecem Batalhas de MCs e de Break, das 16h às 17h30, abrindo espaço para novos talentos. As inscrições são realizadas uma hora antes do início das batalhas. Ao longo do dia a programação não para – são diversas atrações dedicadas a toda família. Os fãs de hip-hop também podem contar com a participação dos integrantes das culturas lowrider e lowbiker, representados pelos grupos Vida Real Car Club, Otra Vida Bike Club e ClanMunhãoBike Club, que estará comemorando 15 anos, das 12h às 18h.

A abertura oficial do Encontro acontece ao meio-dia, na área interna do Memorial, com a participação da DJ SimmoneLasdenas. Reafirmando a importância da conexão no Hip Hop, o espaço recebe um bate-papo com o tema As Ruas em Rede, que reflete sobre a relação da Cultura Hip Hop com a rua e sobre o uso das ferramentas digitais para ampliar as conexões nesse universo. A discussão tem a participação de Emicida e convidados como Souto MC e Ruberval Oliveira, o MC Ru.

Na biblioteca, um dos destaques da programação deste ano é o lançamento do livro Ruas de Fogo, de Alessandro Buzo, que acontece entre 17h45 às 18h45, no Espaço Omi. A obra traz contos e crônicas que abordam histórias de sobrevivência e resistência na periferia, tema também explorado em muitos de seus doze livros já publicados. O autor também organiza o Sarau Banks Back Spin Crew, além de marcar presença com obras de sua livraria Suburbano Convicto.

As crianças têm um espaço especial na programação com as atividades do Espaço Erê, também na biblioteca. Das 12h30 às 13h15, o Núcleo Esporos promove a hora do conto, com histórias de Curumins, Ibejis e Erês. Logo depois, acontece uma oficina de Breaking para crianças, conduzida pelo Bispo SB.

A partir das 19h o palco é dominado por três estrelas do Hip Hop brasileiro: na abertura, Souto MC, jovem de 20 anos com uma carreira promissora pela frente, apresenta seu som. Em seguida, o Rota de Colisão, grupo da zona oeste da capital paulista que traz em suas composições mensagens com conteúdo lírico, ritmadas em batidas alegres e contagiantes, realiza show de pré-lançamento do disco em comemoração aos 25 anos de carreira. Para fechar com chave de ouro, acontece show do Emicida, considerado uma das maiores revelações do Hip Hop do Brasil nos últimos anos.

Festival de Clipes e Bandas

Esse ano, o Encontro Paulista de Hip Hop traz uma novidade para incentivar novos talentos no cenário dessa cultura. O Festival de Clipes e Bandas se junta ao Encontro para abrir duas seleções de artistas especialmente para o evento. Os participantes escolhem entre ser a banda de abertura para a série de shows programados pelo evento ou fazer um videoclipe para a música Bem Vindo à Madrugada, de Dexter.

Para participar, foi preciso realizar a inscrição no site www.clipesebandas.com.br (até o dia 23 de novembro). A escolha da banda e do clipe vencedores será anunciada no dia do evento.

Sobre o Encontro Paulista de Hip-Hop

Criado em 2007, o Encontro Paulista de Hip Hop é um evento anual realizado pela Secretaria da Cultura, por meio da Assessoria de Cultura para Gêneros e Etnias, e tem como principal objetivo ampliar as questões acerca das políticas públicas para os jovens, sobretudo no que diz respeito à cultura.

Nesta edição, o tema discutido é As Ruas em Rede, que reafirma a resistência da Cultura Hip Hop, em um contexto de avanço da tecnologia, no qual a forma de troca de informações a respeito da Cultura se modificou e se juntou à divulgação boca-a-boca.

Serviço

O quê: 9º Encontro Paulista de Hip Hop

Quando: Sábado, 28 de novembro, das 12h às 22h

Onde: Memorial da América Latina – Praça Cívica – Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 (ao lado da estação de Metrô Barra Funda) – São Paulo/SP

Entrada Gratuita

Da Secretaria da Cultura