Governo de SP libera R$ 106 milhões para o turismo na Baixada Santista

Serão nove municípios beneficiados com valores que vão de R$ 571 mil a R$ 36,2 milhões. Os recursos são destinados a obras de infraestrutura

ter, 10/10/2023 - 16h45 | Do Portal do Governo

O desenvolvimento regional sustentável e a geração de novos empregos por meio da atividade turística são compromissos da Secretaria de Turismo e Viagens do Estado de São Paulo (Setur-SP). A Baixada Santista terá R$ 106,1 milhões para celebrar novos convênios de obras de qualificação turística, região com o maior volume de repasses de São Paulo. O recurso beneficia nove municípios: as estâncias turísticas de Bertioga, Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande, Santos e São Vicente e o Município de Interesse Turístico (MITs) de Cubatão.

Os recursos são encaminhados aos municípios pelo Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos, o Dadetur, ligado à Setur-SP. “A proximidade da capital garante um alto fluxo de visitantes para a região o ano todo e favorece as viagens de curta duração. Soma-se a este fator, uma diversidade de atrativos naturais como as belas praias.”, afirma o secretário da Setur-SP, Roberto de Lucena. “Os recursos vão apoiar ainda mais a vocação natural dos municípios”, diz.

Os recursos fazem parte dos R$ 400 milhões liberados pelo Governo de São Paulo para novos convênios estaduais com as prefeituras dos 140 municípios de interesse turístico e 70 estâncias turísticas paulistas. Os recursos são direcionados a obras de qualificação e investimentos em infraestrutura de estâncias como o Guarujá, a 98 km de São Paulo, com 27 praias em 22 km de litoral, cada uma delas com sua peculiaridade, extensão e beleza, ou de municípios turísticos como Cubatão, um dos principais pontos de turismo ecológico de São Paulo.

Os investimentos no turismo estão ampliando a participação do setor na economia do estado. De acordo com o Centro de Inteligência da Economia do Turismo (CIET), a movimentação financeira do turismo paulista deve atingir R$ 276,5 bilhões, responsável por 9,2% do PIB de São Paulo. De janeiro a setembro, o Dadetur realizou 460 repasses de recursos para convênios de obras em andamento que totalizaram R$ 212,6 milhões.

Os repasses atenderam a 188 municípios, sendo 121 MITs e 67 estâncias turísticas. Este é o maior volume de repasses do Dadetur realizados nos primeiros nove meses do ano, se comparado às gestões anteriores. Foram realizadas também a inauguração de 75 obras, o que totaliza R$ 46 milhões. O Governo de São Paulo também lançou o CrediturSP, o maior e mais completo serviço de acesso ao crédito turístico no Brasil. A iniciativa oferece R$ 4 bilhões em recursos para desenvolvimento do turismo em todo o estado, além de serviços de consultoria e orientação, para agentes públicos e privados.

 

BAIXADA SANTISTA
R$
106.177.033,84

BERTIOGA R$ 8.076.978,12
CUBATÃO R$ 571.081,63
GUARUJÁ R$ 21.638.091,33
ITANHAÉM R$ 5.040.583,30
MONGAGUÁ R$ 4.295.619,37
PERUÍBE R$ 4.274.211,79
PRAIA GRANDE R$ 17.248.650,57
SANTOS R$ 36.204.820,48
SÃO VICENTE R$ 8.826.997,24