Governo de SP investe R$ 109 milhões em obra para combate a enchentes em Guarulhos

Tarcísio entregou nesta quarta (30) canalização de 3 km do Rio Baquirivu-Guaçu; intervenção beneficia diretamente mais de 1,4 mil de pessoas

qua, 30/08/2023 - 15h02 | Do Portal do Governo

Ampliar a resiliência ambiental das cidades paulistas e preparar os equipamentos urbanos para eventos climáticos extremos é uma das prioridades do Governo do Estado. Nesta quarta-feira (30), em Guarulhos, o governador Tarcísio de Freitas entregou a canalização de três quilômetros de leito do rio Baquirivu-Guaçu, em benefício direto de uma população de mais de 1,4 milhão de habitantes na Grande São Paulo.

“É um canal que está praticamente com a vazão triplicada, ou seja, super importante. A gente está feliz porque é uma obra de saneamento e de contenção de cheias que vai fazer a diferença. Vai ter uma importância enorme para livrar as pessoas do sofrimento que é perder tudo a cada enchente. Uma obra como esta devolve paz para as pessoas”, afirmou Tarcísio. A entrega também foi acompanhada pela secretária de Estado de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística, Natália Resende, deputados, prefeitos e vereadores da região.

As intervenções visam minimizar o risco de enchentes na região do Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos e das estações Guarulhos-Cecap e Aeroporto de Guarulhos da Linha 13-Jade da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). O investimento de R$ 109 milhões foi feito com recursos do Tesouro Estadual e financiamento do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF).

Os serviços foram executados pelo Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), órgão vinculado à Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística. “A conclusão da obra de canalização do rio Baquirivu-Guaçu é uma conquista importante para a gestão ambiental de São Paulo e reforça nosso comprometimento em ações que visam à resiliência hídrica do Estado, realizadas sempre em diálogo e parceria com os municípios”, destacou a secretária Natália Resende.

Um dos principais afluentes do rio Tietê, o Baquirivu-Guaçu recebe volumes significativos de córregos e sistemas de drenagem dos municípios de Guarulhos, Santa Isabel e Arujá. O DAEE revitalizou as margens e ampliou a estrutura de escoamento do canal de oito metros para 21 metros em termos de largura e quatro metros na profundidade. Agora, a vazão suportada praticamente triplicou, passando de 90 mil litros por segundo para até 250 mil litros por segundo.

“As intervenções contribuem significativamente para atenuar os picos de cheias no rio Baquirivu-Guaçu e para a revitalização das áreas de várzea”, avaliou a Superintendente do DAEE, Mara Ramos. “Além disso, minimizam a possibilidade de alagamentos em estruturas de mobilidade importantes para a economia, como o aeroporto e as rodovias próximas”, acrescentou.

Com a entrega feita nesta quarta por Tarcísio, o Governo de São Paulo concluiu a segunda fase das obras de canalização do Baquirivu. Em 2019, o DAEE também canalizou um trecho de 2,7 quilômetros do rio, entre a foz, quando ele deságua no Tietê, e a avenida Natália Zarif, próximo ao Parque Cecap, em Guarulhos.