Butantan ganha exposição temporária sobre grandes epidemias

Mostra conta com tecnologia de sensores e narra história de cinco grandes epidemias mundiais

ter, 11/12/2012 - 15h12 | Do Portal do Governo

O Instituto Butantan, unidade da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, apresenta, a partir desta terça-feira, 11, a exposição “Grandes Epidemias”, instalada do Museu de Microbiologia.

No local, os visitantes terão a oportunidade de conhecer a história de algumas epidemias do passado e as atuais. Televisores e painéis contam com a ajuda de sensores de movimento para explicar sobre cinco epidemias que assolaram a humanidade: peste, varíola, meningite, Aids e gripe.

O objetivo é levar informação e alertar o público para o perigo que as epidemias representam.

“Temos que compreender as epidemias. O desmatamento, por exemplo, trouxe vetores de doenças para as cidades e o uso indiscriminado de antibióticos levou ao surgimento de microrganismos resistentes. Hoje epidemias novas podem se alastrar pelo mundo com grande rapidez em razão das facilidades de deslocamento atuais”, explica Viviane Maimoni Gonçalves, diretora do Museu de Microbiologia.

A entrada para a exposição é gratuita e funciona de terça a domingo entre 10h e 16h. Os museus do Instituto Butantan funcionam de terça-feira a domingo, das 9h às 16h30.

A entrada para os museus é única e custa R$ 6. Estudantes com identificação pagam R$ 2,50. Crianças de até sete anos, idosos a partir de 60 e pessoas com deficiência não pagam.

A bilheteria funciona de terça-feira a domingo, das 8h45 às 16h15. O Instituto Butantan fica na avenida Vital Brasil 1.500, Butantã, na zona oeste da capital.

Da Secretaria da Saúde