Transportes Metropolitanos: CPTM recebe 670 novos bolsistas da Frente de Trabalho

Começam a trabalhar na próxima segunda-feira, dia 19

sex, 16/04/2004 - 14h08 | Do Portal do Governo

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) recebe, a partir da próxima segunda-feira, dia 19, uma nova turma de 670 bolsistas inscritos no Programa Emergencial de Auxílio-Desemprego (PEAD), conhecido como Frente de Trabalho. A coordenação é da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT), do Governo do Estado de São Paulo.

Os bolsistas atuarão em atividades de apoio na área de manutenção da CPTM, atendimento ao usuário e programa “Usuário do Amanhã”. Os cursos serão dados em escolas conveniadas com a SERT. Durante nove meses, eles receberão uma bolsa-auxílio de R$ 210,00, refeição, cesta básica, passe para utilização dos trens e vale transporte, quando necessário.

A CPTM foi a empresa pioneira do Programa Emergencial de Auxílio-Desemprego. Desde sua implantação, em julho de 1999, cerca 12.917 bolsistas já prestaram serviços na empresa. Em 2003, foram 1.693.

Para o desempregado Benedito Aparecido de Souza, de 57 anos, que participará do PEAD pela segunda vez, a Frente de Trabalho é uma ótima oportunidade para aprender uma profissão. Ele lembra que quando participou do Programa em 2000, fez um curso de pedreiro pelo SENAI e desde então passou a fazer bicos para sobreviver.

Já o universitário Richard Claro Aparecido, 32 anos, sem emprego fixo desde 1999, a bolsa auxilio o ajudará a pagar as mensalidades do curso de matemática, que atualmente é bancado pelos pais dele. Richard se inscreveu no PEAD há mais de dois anos. Agora que foi chamado, espera tirar o melhor proveito dos cursos oferecidos.

Da Assessoria de Imprensa da CPTM

(AM)