Solidariedade: Fundo Social avalia resultados do Programa de Padarias Artesanais

Maria Lúcia Alckmin participa hoje de dois encontros regionais no interior do Estado

qui, 20/02/2003 - 8h38 | Do Portal do Governo

Nesta quinta-feira, dia 20, o Fundo Social de Solidariedade de São Paulo (Fussesp) avalia Programa de Padarias Artesanais implantados em 22 municípios. Para isso, promove dois encontros regionais de presidentes de fundos municipais nas cidades de Osvaldo Cruz, região de Adamantina, e Santa Cruz do Rio Pardo, região de Ourinhos.

Maria Lúcia Alckmin, presidente do Fussesp, participa da reunião. Às 9h30, em Osvaldo Cruz, acompanha o desenvolvimento do programa implantado em 22 cidades. Em Santa Cruz do Rio Pardo, às 14 horas, ela se encontra com representantes de 25 municípios.

O objetivo do encontro é promover a troca de experiências e avaliar os resultados obtidos com o programa de geração de emprego e renda do Fussesp, que distribuiu três mil kits de padaria artesanal e capacitou multiplicadores em todo o Estado.

Entre as comunidades beneficiadas estão: 147 assentamentos, 15 comunidades quilombolas, 23 tribos indígenas, 54 unidades da Febem e 45 penitenciárias, 93 unidades do S.O S Bombeiros, 45 conjuntos habitacionais da CDHU, 636 fundos municipais e também hospitais, creches e entidades cadastrados na Capital pelo Fussesp. Além da doação dos kits de panificação, foram capacitados 1.918 agentes multiplicadores, destes, 600 fizeram o curso na Capital e 1.318, no interior.

Na prática, cada entidade da Capital indicou dois participantes que após um dia de curso, com direito a diploma da Secretaria da Agricultura, tornavam-se multiplicadores voltando para suas comunidades com o compromisso de repassar as instruções recebidas.

No interior, as aulas foram ministradas nas 13 células regionais do Fussesp, atendendo Fundos Municipais de todo o Estado.

Cada kit contém um forno, um botijão de gás, uma balança, um liqüidificador, uma batedeira e quatro assadeiras e é doado por empresas parceiras da iniciativa privada.