Saúde: Secretaria pretende vacinar 173 mil crianças contra paralisia na região de Sorocaba

Primeira fase da campanha será realizada neste sábado, dia 11

seg, 06/06/2005 - 16h50 | Do Portal do Governo

A Secretaria de Estado da Saúde pretende vacinar 173 mil crianças da região de Sorocaba com menos de cinco anos neste sábado, dia 11, primeira fase da Campanha de Vacinação contra Poliomielite (paralisia infantil) no Estado. A meta equivale a 95% das 182 mil crianças nesta faixa etária na região.

Em todo o Estado a expectativa é vacinar 3,1 milhões de crianças, 95% das 3,3 milhões. Como nas edições anteriores, a dupla Zé e Maria Gotinha está divulgando a vacinação nas principais cidades paulistas. Na campanha deste ano cerca de 13,8 mil postos de vacinação, 37 mil profissionais e 4,5 milhões de doses de vacinas contra poliomielite estarão à disposição da população em todo o Estado. A segunda fase acontecerá em 20 de agosto.

Nas duas etapas da campanha as crianças receberão, além da vacina contra a poliomielite, doses de vacinas que estejam em atraso na caderneta, como Tetravalente (contra difteria, tétano, coqueluche), Tríplice viral (contra sarampo, caxumba e rubéola) e contra hepatite B.

“A região de Sorocaba pode dar o exemplo e vacinar pelo menos 95% de suas crianças. A paralisia infantil é grave e pode ser evitada com a vacinação”, afirma o secretário de Estado da Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata.

A vacina contra a pólio é segura e os efeitos colaterais são extremamente raros. O último caso registrado da doença no Estado de São Paulo ocorreu em 1988, no município de Teodoro Sampaio. No Brasil a doença está erradicada há 15 anos, sendo que os últimos casos foram registrados no Rio Grande do Norte e Paraíba.

A poliomielite é uma doença viral aguda que pode ocorrer sob forma de infecção. É caracterizada por febre, mal-estar, cefaléia e, em certos casos, paralisia. Qualquer caso da doença deve ser imediatamente notificado para a vigilância epidemiológica da região.