Saúde: Quem for viajar para regiões de risco de febre amarela deve tomar vacina

Alerta é da Secretaria Estadual da Saúde

qua, 19/02/2003 - 15h58 | Do Portal do Governo

Da Assessoria de Imprensa da Secretaria Estadual da Saúde


Pessoas que forem viajar para a região do Vale do Jequitinhonha (MG) devem tomar antes a vacina contra febre amarela. O alerta é da Secretaria de Estado da Saúde. Aquela região registra atualmente um surto da doença com 84 casos confirmados. O cuidado vale também para os que forem viajar para estados da Região Norte, Centro-Oeste, algumas áreas do Maranhão e do Rio Grande do Sul e, no estado de São Paulo, para as regiões dos rios Grande e Paraná. É importante que a vacina seja tomada pelo menos dez dias antes da
viagem, mas caso isso não ocorra, é indicada a vacinação mesmo assim.

A febre amarela é uma doença infecciosa causada por vírus que provoca, entre outros sintomas, febre alta, cefaléia, calafrio, dor lombar vômitos e náuseas. Tem duração em média de três dias e a evolução pode ser para a cura ou o agravamento com hemorragias e comprometimento do sistema nervoso central. Dentre os casos graves, 40% são fatais.

O mosquito transmissor da febre amarela, na sua forma silvestre, é do tipo haemagogus, porém, na forma urbana, o transmissor é o Aedes aegypti, o mesmo que transmite a dengue e que infesta a maioria dos municípios do Estado. Por essa razão, o Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) da SES está alerta para que a doença não seja reintroduzida em São Paulo.

Nos terminais rodoviários a Secretaria atua em parceria com a Socicam, que mantém postos do Ambulatório do Viajante, mas, vale lembrar, o ideal é que a vacina seja tomada dez dias antes da viagem, de preferência.

O Disque CVE – 0800 555466 – informa exatamente quais regiões estão sob alerta para febre amarela e em quais postos a vacina está disponível. A proteção contra a doença permanece por dez anos.

Informações complementares pelos telefones (11) 3085-8090 / 3082-2875.

(RK)