Saúde: Jovens devem aproveitar as férias escolares para tomar vacina contra hepatite B

Ao todo, cerca de 5,5 milhões de crianças e adolescentes precisam ser imunizados

qua, 22/06/2005 - 10h12 | Do Portal do Governo

Cerca de 5,5 milhões de crianças e adolescentes paulistas ainda não estão imunizados contra hepatite B, mesmo com a vacina disponível em todos os postos de saúde do Estado. O levantamento é da Secretaria de Estado da Saúde.

Desde 2001, quando a vacinação contra hepatite B foi ampliada pelo Ministério da Saúde – antes as doses eram restritas a menores de 1 ano – cerca de 8,2 milhões de crianças e adolescentes paulistas receberam a vacina, restando 40% (5,5 milhões de pessoas) que ainda precisam comparecer aos postos.

Neste período de férias escolares, que começa agora em julho, a Secretaria intensifica a divulgação da vacinação contra hepatite B. ‘É importante aproveitar o período de férias, quando os dias são menos corridos, para tomar a vacina contra a hepatite B, que é uma doença grave, mas pode ser prevenida’, afirma a coordenadora de Imunização da Secretaria, Helena Sato. ‘É recomendável que os jovens compareçam aos postos munidos da caderneta de vacinação’.

Mensalmente são aplicadas cerca de 240 mil doses da vacina no Estado. Nos meses de férias escolares há, geralmente, ampliação de 120 mil doses. É preciso tomar três doses para ficar imune a hepatite B. A primeira é aplicada após o nascimento. As outras duas acontecem, respectivamente, um e seis meses depois da primeira.

Da Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado da Saúde

C.C.