Saneamento: Começam as obras da segunda etapa do Projeto Tietê

Nova fase abrange oeste da Região Metropolitana de São Paulo

sex, 09/08/2002 - 12h25 | Do Portal do Governo

Nesta sexta-feira, dia 9, a Secretaria de Recursos Hídricos, Saneamento e Obras e de Energia do Estado, iniciou as obras da segunda etapa do Projeto Tietê. Os trabalhos serão executados pela Companhia de Saneamento Básico (Sabesp) na área oeste da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), que abrange os municípios de Osasco, Barueri, Jandira, Itapevi, Cotia, Carapicuiba e Taboão da Serra.

Ao todo serão instalados 29 quilômetros de coletores-tronco, 223,5 quilômetros de redes coletoras de esgotos e realizadas 22,5 mil ligações domiciliares, com investimentos da ordem de R$ 71 milhões.

Com isso, cerca de 372 mil pessoas passarão a ter coleta de esgotos, representando um incremento nos índices de saúde pública e melhoria na qualidade de vida da região Oeste da Grande São Paulo. Além disso, também ganha o meio ambiente, já que os esgotos serão encaminhados para tratamento, na Estação de Barueri, evitando o lançamento direto nos rios e córregos da região.

Um projeto de saúde, meio ambiente e qualidade de vida

Considerado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), como um dos mais bem gerenciados programas ambientais de todo o mundo, o Projeto Tietê já alcançou índices significativos em termos de melhorias para o meio ambiente e qualidade de vida da população da RMSP.

Na primeira etapa, concluída em 1998, os índices de coleta de esgotos subiram de 70% (1990) para 79% e os de tratamento de 24% para 65%. O que significou uma sensível redução da carga de poluição lançada no rio Tietê e o recuo da mancha de poluição em pelo menos 120 quilômetros. Hoje em dia já é possível encontrar vida e atividades turísticas na região de Salto e Itu. Nesta segunda fase, iniciada em 2002 e que se extenderá até 2005, pretende-se chegar a índices ainda melhores.