Patrimônio: Palácio Campos Elíseos será restaurado e pode virar museu

Construção foi sede do governo estadual por 54 anos

qua, 21/01/2004 - 11h42 | Do Portal do Governo

O Palácio Campos Elíseos, na Avenida Rio Branco, será restaurado com base no projeto do ex-secretário de governo Ruy Altenfelder, nomeado presidente da comissão que cuidará da reforma. Na construção do início do século 20, que foi sede do governo estadual e residência de governadores por 54 anos, hoje funciona a Secretaria de Ciência, Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e Turismo.

Depois de passar por um grande incêndio e algumas reformas, o Palácio necessita de restauros que recuperem as características da época da sua construção. Após as reformas, o Campos Elíseos poderá ser transformado em museu.

A casa, construída pelo exportador de café Elias Antônio Pacheco Chaves para ser sua residência, foi vendida ao governo do Estado em 1911. Os governadores Washington Luís, Armando de Salles Oliveira, Ademar de Barros e Jânio Quadros viveram e despacharam no Palácio. Em 1965, a sede do governo foi transferida para o Palácio dos Bandeirantes.

O projeto de construção foi elaborado entre 1890 e 1892, pelo arquiteto Matheus Häussler. As obras, executadas em 1896 e 1897, foram dirigidas pelo arquiteto Hermann von Puttkamer, responsável pelo traçado de todo o bairro de Campos Elíseos.

A Comissão de Reforma do Palácio Campos Elíseos foi instalada no dia 14 de janeiro. Além de Altenfelder e João Carlos de Souza Meireles, secretário de Ciência e Tecnologia, também participaram da cerimônia Cláudia Costin, secretária da Cultura, Oswaldo Martins, presidente da Fundação Mário Covas, Silvia Finguerut, gerente de patrimônio da Fundação Roberto Marinho, e os dramaturgos Maria Adelaide Amaral e Alcides Nogueira.

Da Agência Imprensa Oficial

(LRK)