Justiça: Assentados fazem pesquisa para ampliar mercado

Objetivo foi levar os produtores a conhecer os mecanismos de mercado dos produtos hortifrutigranjeiros

sex, 16/04/2004 - 17h27 | Do Portal do Governo

Produtores rurais do assentamento Timboré, em Andradina, realizaram uma pesquisa de mercado na cidade de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, no início de abril. A atividade foi monitorada por técnicos da Fundação Instituto de Terras (Itesp), entidade vinculada à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania.

Foram visitados cinco supermercados e uma feira livre da cidade, onde os assentados entrevistaram comerciantes. O objetivo principal foi levar os produtores a conhecer os mecanismos de mercado dos produtos hortifrutigranjeiros.

‘Estamos começando a desenvolver um projeto de comercialização, que irá fomentar cada vez mais a venda de hortifrutigranjeiros, pois agora conhecemos o potencial do mercado regional em uma cidade que está em franco desenvolvimento’, avalia o técnico do Itesp Clóvis Marinheiro da Silva.

Atualmente, 18 agricultores do assentamento Timboré estão produzindo quiabo. Em uma área de 21 hectares, eles colhem 5 mil caixas por ano. Toda a produção é vendida na Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) na capital.

Segundo o técnico Ailton Sadao Moryama, os assentados estão buscando agora uma inserção no mercado regional. E Três Lagoas, além do potencial de mercado, fica a apenas 40 quilômetros de Andradina.